Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    33.722,85
    +1.156,37 (+3,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Como a pandemia da Covid-19 causou fadiga na sociedade?

·2 minuto de leitura
Como a pandemia da Covid-19 causou fadiga na sociedade?
Como a pandemia da Covid-19 causou fadiga na sociedade?

As sociedades agem de forma racional e solidária, mas também experimentam cada vez mais uma sensação de fadiga, de acordo com um estudo realizado por Helmholtz-Zentrum Hereonhttps

O modo como uma pandemia do coronavírus progride em um país é amplamente determinado por processos sociais, políticos e psicológicos. Prever essas dinâmicas sociais parece dificilmente possível até hoje; tornando assim impossível prever o curso que a pandemia tomará.

Portanto, cada momento afeta a vida e as ações das pessoas. Até agora os fatores que determinam nossa esfera social, política e psicológica não podiam ser descritos por modelos matemáticos, tornando difícil arriscar previsões para a pandemia da Covid-19.

O pesquisador Prof. Kai Wirtz da Hereon Institution for Coastal Systems — Analysis and Modeling descreveu: “Como cientista, a modelagem social tem me motivado há algum tempo. Ela também atingiu a pesquisa costeira nesse ínterim. O maior desafio nesse desenvolvimento foi a integração da agência humana nos modelos epidemiológicos convencionais.”

mascara covid-19
Imagem: The Harvard Gazette

Devido aos problemas de previsibilidade da dinâmica social , Wirtz usa a singularidade da pandemia para o novo estudo. Ele usa uma parte desses conjuntos de dados – apresentados principalmente pela Apple, John Hopkins CSSE e YouGov – para testar quantitativamente um novo modelo com base nos diferentes padrões de curso da pandemia em 20 regiões afetadas. As regiões incluem 11 países da UE, como Alemanha, Itália e Suécia, Irã e oito estados nos EUA.

As sociedades afetadas pela pandemia no início de 2020, principalmente os países industrializados ocidentais, conseguiram reduzir as taxas de infecção por meio de medidas como o distanciamento social.

Depois que as sociedades começaram a suspender os bloqueios impostos em maio de 2020, algumas delas alcançaram números de casos muito baixos, enquanto outras foram afetadas por uma alta taxa de mortalidade duradoura.

Porém, durante as temporadas de outono e inverno de 2020/2021, todas essas regiões foram atingidas por uma grande segunda e terceira ondas, apesar das experiências feitas durante o primeiro bloqueio.

A pesquisa combina equações clássicas de disseminação viral com regras simples de dinâmica social, sendo assim, pressupõe-se como base que as sociedades atuem racionalmente para manter os danos cumulativos, decorrentes da mortalidade causada por Covid- 19 e do custo socioeconômico direto da distanciamento, o mais baixo possível.

Leia mais:

Com base neste estudo, a segunda e terceira onda da pandemia pode ser explicada como consequência de diferenças na coesão social e em fatores climatológicos. Os cálculos do modelo mostram que em muitos países uma estratégia Covid-19 Zero teria sido possível no verão de 2020.

Fonte: Medical Xpress

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos