Mercado abrirá em 54 mins

Como o "Snyder cut" de Liga da Justiça tem causado controvérsia entre diretores

Esquadrão Suicida: o filme da DC Comics também merece uma nova chance? (reprodução)

A notícia do lançamento da versão sem cortes de Zack Snyder para Liga da Justiça no HBO Max tem respingado em muitos outros cineastas. Nos últimos dias, diretores de outros filmes de super-heróis recente vieram a público se manifestar sobre a notícia, muitas vezes deixando transparecer algum tipo de insatisfação. Afinal, só Snyder merece uma segunda chance?

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

O caso emblemático envolve Esquadrão Suicida, outro flop em crítica e público da DC Comics. Alguns dias após o anúncio do #SnyderCut, o Twitter viu a hashtag #ReleaseTheAyerCut entrar nos trending topics. Trata-se de um pedido do público para que a Warner Bros. conceda ao diretor Ayer Cut a possibilidade de lançar a sua versão sem cortes do longa com os perigosos supervilões.

Leia também

Na mesma rede social, Ayer aproveitou que a onda está favorável para o seu lado e reclamou dos cortes feitos pelos estúdios na versão do filme que chegou aos cinemas. "Meu corte seria fácil de completar. Ele seria incrivelmente catártico. É cansativo ser criticado por um filme que foi picotado por Edward Mãos de Tesoura. O filme que eu fiz nunca foi visto", disse ele.

Mostrando o trailer de Esquadrão, Ayer voltou a reclamar da edição. “Este trailer acertou o tom e a intenção do filme que fiz. Metódico. Em camadas. Complexo, lindo e triste. Após as críticas de Batman vs Superman terem chocado a liderança na época, e o sucesso de Deadpool, meu drama comovente foi reduzido a uma ‘comédia’.”, afirmou.

Ayer chegou a mostrar imagens alteradas do longa. "Isso foi refilmado porque o tom era "muito escuro". Minha inspiração era (Christopher) Nolan. Havia cenas reais com atuação incrível entre Jared e Margot. Coringa era aterrorizante. Harley era complexa", explicou em sua conta, atiçando os fãs para que continuem com a campanha.

E ele não está sozinho nas reclamações. Em resposta a Ayer, Cathy Yan, diretora do elogiado Aves de Rapina, deu a entender que já sofreu do mesmo problema com edições de estúdio - ainda que não tenha deixado claro se isso ocorreu com o seu filme da DC. "Eu lamento muito que isso aconteceu com você, David. Eu entendo a sua dor", disse ela.

Os comentários deixam claro que o cineasta adoraria a oportunidade de mostrar uma nova versão Esquadrão Suicida ao mundo. O mesmo não pode ser dito do diretor Josh Trank. Quando questionado por fãs se gostaria de mostrar a sua versão sem cortes do seu criticado Quarteto Fantástico, ele respondeu apenas "Não, obrigado". E ainda excluiu a sua conta no Twitter para não ser mais incomodado.

Josh Trank não quer saber de Quarteto Fantástico (reprodução)

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.