Mercado abrirá em 9 h 26 min

Como o fracasso de "Vingadores: Era de Ultron" influenciou em comportamento abusivo de diretor

Rafael Monteiro
·2 minuto de leitura
<p>Até ‘Guerra Infinita’, este havia sido o filme da Marvel mais caro, com custo estimado em US$ 283 milhões. </p>
"Vingadores: Era de Ultron" (reprodução)

"Vingadores: Era de Ultron" (2015) pode ser considerado uma leve decepção para a Marvel. Após o sucesso mundial do primeiro filme da saga, a continuação faturou US$ 1,4 bilhão em todo o mundo (um bom número), porém levou menos gente para as salas de cinema dos Estados Unidos, fazendo US$ 459,005,868 na bilheteria local contra os $623,357,910 do longa lançado em 2012.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Responsável pelos dois filmes, Joss Whedon não parece ter lidado bem com esta pequena queda - podendo até ter descontado os resultados aquém do esperado em atores de "Liga da Justiça". A conclusão é de Ray Fisher, intérprete do Ciborgue, que veio a público acusar o cineasta de comportamento abusivo no set de filmagem do universo da DC Comics. Para sustentar a tese, ele lembrou alguns episódios.

Leia também

“Uma das coisas que direi até agora é, nossa experiência na criação disso… Joss trouxe muito do seu pessoal e profissional, por falta de termo melhor, ressentimento, para o processo de Liga da Justiça", falou Fisher em entrevista ao Poindexter Lounge Podcast. Segundo o ator, o diretor revelava a sua frustração com os resultados de "Era de Ultron" a todo instante.

In this combination photo, actor Ray Fisher arrives at the season three premiere of "True Detective" in Los Angeles on Jan. 10, 2019, left, and Joss Whedon arrives at the premiere of "Bad Times at the El Royale" in Los Angeles on Sept. 22, 2018. Fisher, who played Cyborg in the DC Comics film, “Justice League", directed by Whedon, tweeted Wednesday that Whedon's treatment of the cast and crew was “unprofessional and completely unacceptable.” Whedon has not responded to Fisher on social media, and emails seeking comment were not immediately returned. (Photo by Jordan Strauss/Invision/AP)
Ray Fisher e Joss Whedon (Photo by Jordan Strauss/Invision/AP)

“As coisas que ele disse em nossa primeira conversa foram que as pessoas não ‘entenderam’ 'Vingadores: Era de Ultron', e havia certas coisas sendo ditas naquela conversa em que eu ficava tipo: ‘Isso é menos sobre o trabalho sendo apresentado e mais como uma coisa de ego.’ Era como: ‘Se você gostou deste filme, deveria ter gostado daquele. O problema está em você'”, relembrou.

Para Fisher, o elenco sofreu por precisar lidar com as frustrações pessoais do cineasta. “E essa é parte da razão pela qual digo que herdamos Joss Whedon. Herdamos o problema de Joss Whedon. Tenho certeza de que ele tem muito com o que lidar. Espero que ele lide com isso de uma forma saudável e aceitaremos qualquer tipo de desculpas que ele possa precisar apresentar”, finalizou.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube