Mercado abrirá em 7 h 44 min

Como o ambiente de trabalho pode afetar a produtividade dos colaboradores?

(Pixabay)

Por Melissa Santos

Uma casa bagunçada pode te deixar desanimado logo que você chega nela, mas você sabia que essa correlação também pode acontecer com o escritório? É que o ambiente de trabalho pode afetar -e muito- a produtividade dos colaboradores.

Claudinei Novaes, consultor e Head Central de Carreiras da Thomas Case & Associados, consultoria de gestão de carreiras e RH, cita que existem inúmeros relatórios, índices e estudos para analisar essa correlação. Ele destaca os estudos da Steelcase que mostram que o ambiente de trabalho físico pode ter um forte impacto no bem-estar e engajamento dos funcionários. “Dados de um recente estudo encomendado pela Steelcase conduzido pela empresa de pesquisa global IPSOS com 10.500 trabalhadores em 14 países em todo o mundo forneceram um alerta para líderes que achem que os ambientes de trabalho não são prioridade, pois funcionários altamente satisfeitos com os locais onde trabalham também são os mais engajados”, fala.

Novaes também cita um outro estudo realizado pela Universidade Federal do Paraná, por meio de uma pesquisa bibliográfica, que procurou analisar e compreender como o ambiente de trabalho pode influenciar positivamente no desempenho dos funcionários.

Para isso os pesquisadores avaliaram o espaço físico segundo três áreas: em primeiro lugar a percepção de cores e luz, onde foi estudado as sensações e estímulos que o espaço proporciona ao colaborador; a ergonomia, que está relacionada à reação do corpo a este ambiente, medindo índices de conforto; e a semiótica, que corresponde a relação psicológica do trabalhador com o espaço. “A pesquisa concluiu que fatores como o conforto, a saúde e o bem-estar do trabalhador dentro do escritório são fatores de grande importância para maior motivação e consequentemente, maior produtividade dos colaboradores”, destaca Novaes.

Sergio Athié, VP de Arquitetura do Athié Wohnrath, também destaca que o espaço físico é um fato preponderante na dinâmica da empresa, já que a maneira que os móveis estão dispostos influencia os colaboradores. “Não é só um aspecto visual agradável, mas também ter uma proporcionalidade e ser um espaço que represente a empresa e tenha a alma daquela organização. Isso vai proporcionar uma sensação de pertencimento para os colaboradores”, afirma.

É por isso que muitas empresas que querem mudar completamente a sua cultura organizacional procuram escritórios como o Athié Wohnrath para instalar um novo ambiente mais colaborativo e atrativo. “Isso faz com que a empresa também se destaque no mercado, já que os millenials também são muito ligados ao espaço físico. Querem estar em uma empresa em que se sentem bem e esse fator é importante na hora de definir para onde vão”, destaca Athié.

Se não for possível fazer uma reforma por conta de orçamento, Athié afirma que existem alguns artifícios de baixo custo para deixar o espaço com a cara da empresa. Para isso, é preciso investir em materiais de comunicação visual, como adesivos, além de pensar em promover espaços para áreas de colaboração.

Para Gabriel Santos, Gerente da divisão de Serviços Financeiros da Talenses, o colaborador também pode e deve contribuir para tornar o ambiente de trabalho melhor. “Ele deve manter sua estação de trabalho sempre organizada e limpa. Evitar comer na mesa e jogar fora aqueles rascunhos que não têm mais utilidade são exemplos que podem contribuir com a manutenção do seu ambiente de trabalho. Em relação à decoração, é importante que o colaborador entenda a cultura da empresa e aja de acordo. Bom senso é sempre a palavra de ordem nesses casos, tanto em relação à organização, como quanto à decoração do seu local de trabalho”, explica.

No entanto, Carla Biasi, gerente da Page Talent, consultoria de recrutamento especializada em estágios e trainees, também ressalta a importância de que não adianta nada o ambiente ser confortável se a gestão não for adequada. “A gestão é sempre o elemento mais importante, a qualidade das relações humanas e a troca de ideias e conhecimentos. E quanto ao ambiente, quanto mais ele estiver adaptado à cultura da empresa, mais confortável ele será ao modelo de trabalho proposto. Cada segmento tem as suas peculiaridades. Um ambiente de TI, por exemplo, é mais silencioso do que uma área de Comunicação”, exemplifica.