Mercado fechará em 6 h 21 min
  • BOVESPA

    101.259,75
    -658,25 (-0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.707,72
    +55,52 (+0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    38,90
    -0,95 (-2,38%)
     
  • OURO

    1.906,90
    +1,70 (+0,09%)
     
  • BTC-USD

    13.128,12
    +51,11 (+0,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    263,00
    +1,54 (+0,59%)
     
  • S&P500

    3.465,39
    +11,90 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    28.335,57
    -28,13 (-0,10%)
     
  • FTSE

    5.835,21
    -25,07 (-0,43%)
     
  • HANG SENG

    24.918,78
    +132,68 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    23.494,34
    -22,25 (-0,09%)
     
  • NASDAQ

    11.561,00
    -102,50 (-0,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6764
    +0,0125 (+0,19%)
     

Transição de carreira: como perseguir um emprego na área de tecnologia

Colaboradores Yahoo Finanças
·3 minutos de leitura
Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Por Eduarda Endler (@eduardaendler)

Segundo a Organização Internacional do Trabalho, 25 milhões de pessoas podem ficar desempregadas no mundo durante a crise do novo coronavírus. Entretanto, em meio a tantas demissões, há uma área que segue contratando: tecnologia. E uma transição de carreira pode ser uma alternativa para quem perdeu o emprego e busca uma recolocação no mercado.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Segundo Manoela Ziebell, presidenta da Associação Brasileira de Orientação Profissional, um dos motivos pelos quais a área de tecnologia da informação (TI) segue contratando é porque é uma atividade feita de forma remota desde antes da pandemia. “Em função de outros tipos de profissionais precisarem de recursos para fazerem suas atividades em home office, eles [profissionais da área de TI] seguem sendo demandados por soluções e serviços, para que pessoas de outras áreas façam suas atividades à distância”, explica.

Leia também

Confira as dicas para ganhar os conhecimentos necessários para mudar de ramo.

Os primeiros passos

Para fazer a transição de carreira, é necessário entender o mercado e a diferença das tecnologias. Para isso, tente conversar com pessoas que já atuam nele. Assim, é possível também entender quais características pessoais e profissionais indicam mais chance de sucesso.

Vamos supor que você seja um contador com 15 anos de profissão. O domínio de números e planilhas pode ser um primeiro passo para levar a uma carreira que está em alta: cientista de dados.

O que estudar

Como em qualquer área, o primeiro passo é o estudo. A vantagem dos ramos de tecnologia é que você não precisa necessariamente fazer uma gradução tradicional. Um curso de programação, por exemplo já pode garantir oportunidades.

“Esse mercado tem uma característica bem particular, que não necessariamente as pessoas precisam de um curso de graduação tradicional. Eles questionam esse estudo tradicional, por não acompanhar o ritmo que a área se atualiza com tecnologias que o mercado impõe”, explica Emília Magnan, pesquisadora líder de desenvolvimento de carreira na Ilegra, empresa de tecnologia da informação e serviços.

Ou seja: muitas vezes, uma formação técnica pode preparar melhor para o dia a dia por fornecer um conhecimento mais prático.

Quais ramos são os mais procurados

Com a falta de mão de obra qualificada no mercado, algumas carreiras dentro de tecnologia chamam a atenção. São elas:

  • Profissional multidisciplinar: quem enxerga o projeto como um todo e aproxima o usuário final.

  • Cientista de dados: quem transforma dados densos em inteligentes e percebe oportunidades para a empresa.

  • Desenvolvedor de inteligência artificial: quem cria, por exemplo, inteligência para responder mensagens em chats, ao invés de ter uma pessoa fazendo isso.

  • Segurança da informação: quem cria ferramentas para proteger dados, reuniões e qualquer informação online.

  • Experiência do usuário: quem entende a necessidade, se conecta e tem empatia com o usuário.

Vale ressaltar que nem só de códigos vive a área de tecnologia. Muitas vezes, um administrador de empresas com alguns anos de experiência, por exemplo, pode se tornar um ótimo gerente de projetos ao desenvolver um app.

Como se destacar no mercado

Não existe fórmula mágica para conseguir um emprego, mas o fato de você já ter experiência ou formação prévia pode abrir horizontes.

Outro fator que pode ser diferencial no mercado de tecnologia é fazer com que seu trabalho seja focado no usuário final. Nem sempre programadores, por exemplo, baseiam seu trabalho pensando no fim do produto.

“A indústria não é só feita com desenvolvedores. Existem times com antropólogos, psicólogos, comunicadores, designers, enfim, as possibilidades ampliam muito mais”, diz Emília.

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.