Mercado fechará em 2 h 30 min
  • BOVESPA

    100.774,22
    +2.101,96 (+2,13%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.167,31
    +425,81 (+0,89%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,96
    +2,34 (+2,17%)
     
  • OURO

    1.826,10
    -4,20 (-0,23%)
     
  • BTC-USD

    20.761,25
    -498,54 (-2,34%)
     
  • CMC Crypto 200

    452,39
    -9,40 (-2,04%)
     
  • S&P500

    3.907,24
    -4,50 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    31.487,65
    -13,03 (-0,04%)
     
  • FTSE

    7.258,32
    +49,51 (+0,69%)
     
  • HANG SENG

    22.229,52
    +510,46 (+2,35%)
     
  • NIKKEI

    26.871,27
    +379,30 (+1,43%)
     
  • NASDAQ

    12.090,75
    -49,75 (-0,41%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5197
    -0,0327 (-0,59%)
     

Como Ms. Marvel pode trazer o Quarteto Fantástico para o MCU?

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A série da Ms. Marvel começou jogando muitos mistérios no ar. Além de ter mudado os poderes da personagem, o novo seriado do Disney+ ainda mexeu na origem de Kamala Khan (Iman Vellani), deixando muitas dúvidas para serem respondidas ao longo da temporada. E há quem veja nesse suspense todo a possibilidade de vermos a tão esperada estreia do Quarteto Fantástico no Universo Cinematográfico da Marvel (MCU, na sigla em inglês).

O porquê disso é óbvio. Já foi confirmado que a família fantástica vai ganhar um filme próprio em breve e até tivemos uma participação surpresa de Reed Richards (John Krasinski) em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura. E por mais que o Quarteto em si tenha poucas conexões com a Ms. Marvel nos quadrinhos, uma cena em específico da nova série abriu essa possibilidade.

Cena de alguns poucos segundos já deu origem a várias teorias (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)
Cena de alguns poucos segundos já deu origem a várias teorias (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)

A misteriosa zona negativa

A cena em questão é o momento em que Kamala veste o bracelete enviado por sua avó pela primeira vez. Ainda no primeiro episódio, quando a jovem faz os ajustes finais para participar do concurso cosplay na VingaCon, ela coloca o acessório e vê uma camada de energia tomar conta de seu corpo e, logo em seguida, sua consciência é brevemente enviada para um lugar muito estranho.

Não fica claro o que é aquele local e certamente esse é o mistério no qual a temporada vai girar em torno para explicar as novas habilidades da Ms. Marvel — além de estar relacionado, de alguma forma, à história de sua bisavó e de sua própria família, como o segundo episódio deixou a entender. Contudo, há quem já esteja teorizando que tivemos uma rápida aparição da Zona Negativa.

A Zona Negativa é basicamente um grande mundo de antimatéria e coisas bizarras (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)
A Zona Negativa é basicamente um grande mundo de antimatéria e coisas bizarras (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Trata-se de uma espécie de mundo dos quadrinhos da Marvel, um universo de antimatéria que existe em paralelo com o universo comum e suas múltiplas realidades. Seria mais ou menos como o Mundo Invertido de Stranger Things, mas com uma pegada mais de ficção-científica do que filme de terror. É um conceito que foi introduzido nas HQs em 1966 e que, desde então, volta e meia aparece em alguma história.

E o mais importante é que a Zona Negativa está diretamente ligada ao Quarteto Fantástico. Foi na revista do grupo que o local apareceu pela primeira vez e, desde então, ele é sempre referenciado de uma forma ou outra nas aventuras da família fantástica. O caso mais emblemático é que, durante a primeira Guerra Civil da Marvel, Reed Richards passou a usar essa dimensão como uma prisão para os heróis que se negavam a se registrar no governo.

Isso ilustra o quanto a Zona Negativa é um espaço um tanto complexo dentro da Marvel, tanto que é muito fácil se perder e ficar preso lá dentro. Durante muito tempo, nas HQs, o Capitão Mar-Vell original ficou perdido por lá — e a aposta de muitos fãs é que o MCU deve fazer algo parecido com o Quarteto Fantástico.

A Zona Negativa seria quase como o lado de trás do multiverso (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)
A Zona Negativa seria quase como o lado de trás do multiverso (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Essa é, inclusive, uma especulação até antiga dos fãs. Como o Quarteto é o grupo mais importante da Marvel — foi a partir das suas revistas que a editora nasceu —, há quem acredite que Kevin Feige não vai querer introduzi-los como novos heróis em um universo em que os Vingadores e até mesmo os Thunderbolts estão estabelecidos. Para fazer jus à importância do grupo, Reed Richard e os demais teriam que aparecer já sendo os grandes astros do mundo.

E a solução para fazer isso sem bagunçar a cronologia do MCU seria arranjar uma desculpa para o sumiço do time durante tanto tempo. Assim, eles não participaram da Batalha de Nova York e nem da luta contra Thanos pelo simples fato de terem sido aprisionados na Zona Negativa durante uma de suas aventuras — e caberia à Ms. Marvel descobrir que eles estão lá.

O Quarteto e a Ms. Marvel

Até o momento, não há nenhuma indicação de que aqueles poucos segundos do primeiro episódio mostraram que os poderes de Kamala Khan têm alguma relação com a Zona Negativa, mas essa possível solução faria todo o sentido tanto para aquilo que o MCU vem construindo quanto para o próprio histórico dos personagens envolvidos.

Pelo lado do Quarteto Fantástico, é totalmente plausível que eles fiquem presos nessa dimensão paralela em meio a uma aventura — é algo até recorrente em seus gibis — e que funcionaria muito bem na hora de mostrar o grupo como esses heróis conhecidos do grande público, mesmo nunca tendo sido citados até então.

O Quarteto à deriva na Zona Negativa nõa é uma ideia tão impossível assim (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)
O Quarteto à deriva na Zona Negativa nõa é uma ideia tão impossível assim (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Já pelo lado da Ms. Marvel, seria preciso fazer alguns ajustes. Já ficou claro que a série está adaptando de forma bem livre as primeiras histórias da personagem e o próprio chefão do MCU, Kevin Feige, deixou claro que a ideia é adaptar as HQs e não apenas repeti-las em outro meio e que, por isso, a origem de Kamala sofreria mudanças para se adequar a esse momento específico do universo cinematográfico.

E esses ajustes a que ele se refere pode ser justamente essa conexão de seus poderes com a Zona Negativa, algo que não existe nos gibis. Nas HQs, Kamala se descobre uma Inumana e é quase certo de que isso vai ser descartado na série, visto que as tentativas de emplacar a raça ficaram abaixo do medíocre.

O grande ponto é que há um detalhe nos gibis que pode fundamentar toda essa teoria. Como dito, há uma fase nos quadrinhos em que o Capitão Mar-Vell original — o alienígena kree que deu poderes a Carol Danvers — fica preso na Zona Negativa e só é capaz de atuar na Terra trocando de lugar com um humano, o inexpressivo Rick Jones.

E por mais que isso dificilmente vá acontecer no MCU — até porque a Mar-Vell dos cinemas já apareceu e morreu no filme da Capitã Marvel —, o conceito todo pode ser adaptado para explicar as mudanças envolvendo a origem de Kamala Khan.

A relação do Quarteto Fantástico com a Zona Negativa já é o suficiente para a teoria encaixar muito bem no que o MCU está insinuando (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)
A relação do Quarteto Fantástico com a Zona Negativa já é o suficiente para a teoria encaixar muito bem no que o MCU está insinuando (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Um dos pontos que reforça que os poderes da Ms. Marvel pode estar ligado tanto à Zona Negativa quanto ao Quarteto Fantástico está presente em Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis. Na cena pós-crédito do filme, vemos Wong (Benedict Wong), Bruce Banner (Mark Ruffalo) e Carol Danvers (Brie Larson) analisando os anéis do herói e indicando que aquilo é uma tecnologia misteriosa que não faz parte de nenhum mundo conhecido na galáxia. Mais do que isso, eles apontam que os artefatos parecem estar emitindo um sinal de localização.

Assim, podemos imaginar que os Dez Anéis são um tipo de tecnologia vinda da Zona Negativa e que o sinal pode estar sendo enviado justamente pelo Quarteto. E, da mesma forma, o bracelete usado por Kamala pode ter a mesma origem e, por isso, também criar essa conexão com o universo de antimatéria.

Desse modo, ao invés de termos a troca de lugar entre Rick Jones e Mar-Vell como nos gibis, o MCU pode mostrar que os poderes de luz sólida da Ms. Marvel podem ser algum tipo de manifestação da Zona Negativa em nosso mundo, apresentando não só essa dimensão perdida como abrindo espaço para o Quarteto aparecer.

A cena pós-crédito de Shang-Chi já indica que os artefatos não pertencem a nenhuma raça alienígena conhecida e que há um sinal sendo emitido para algum lugar misterioso. Seria o Quarteto na Zona Negativa? (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)
A cena pós-crédito de Shang-Chi já indica que os artefatos não pertencem a nenhuma raça alienígena conhecida e que há um sinal sendo emitido para algum lugar misterioso. Seria o Quarteto na Zona Negativa? (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)

E por mais que seja difícil imaginar ver uma revelação desse quilate ser feita em uma série de TV, pode ser que o seriado apenas dê o gancho para a história que vai ser explorada em The Marvels. Aliás, é até algo que faz muito mais sentido, já que o título não se referiria apenas ao trio principal — Ms. Marvel, Capitã Marvel e Fóton (Teyonah Parris) —, mas ao próprio Quarteto Fantástico, a família que deu origem à Marvel como conhecemos.

Sob esse ponto de vista, pode ser que a série Ms. Marvel não apresente a família fantástica como muita gente pensa, mas é bem provável que a história de Kamala pavimente o MCU para a inevitável aparição do grupo muito em breve.

Os pequenos Fantásticos

Outra teoria, embora menos provável, é de que a relação de Kamala Khan com a Zona Negativa vai se relacionar com o Quarteto Fantástico de uma forma um pouco diferente. Ao invés de indicar que os heróis estão presos nessa dimensão bizarra, a manifestação dos poderes da Ms. Marvel vai chamar a atenção de Reed Richards, que seria apresentado muito mais como um cientista do que realmente como um herói clássico.

Há quem acredite que a aparição do Quarteto em Ms; Marvel seja para introduzir os pequenos Franklin e Val Richards (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)
Há quem acredite que a aparição do Quarteto em Ms; Marvel seja para introduzir os pequenos Franklin e Val Richards (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

O que se especula é que veríamos Richards pesquisando sobre a Zona Negativa e, com o surgimento de Kamala, as leituras de energia iriam disparar e ele iria atrás da garota para entender o que está acontecendo. E, a partir disso, veríamos não só o Quarteto ser devidamente introduzido no MCU como uma maior aproximação entre esses núcleos.

E há quem acredite que isso possa ser feito para que tenhamos uma expansão do núcleo teen da Marvel. Isso porque, nos quadrinhos, Reed e Sue Richards têm um casal de filhos tão poderosos e inteligentes quanto os pais: os pequenos Franklin e Val. E como o MCU está ensaiando criar seu grupo de heróis adolescentes, seria uma deixa perfeita para isso.

Contudo, vamos ser sinceros que essa é uma teoria um tanto quanto improvável. Primeiro porque é o tipo de história que precisaria ser muito bem desenvolvida e que parece não caber nesse resto de temporada de Ms. Marvel, tampouco numa cena pós-crédito. Além disso, seria um gancho que tiraria o foco do Quarteto Fantástico, um grupo tão importante para a Marvel como um todo, para dar destaque a Franklin, Val e um possível Jovens Vingadores.

Ms. Marvel já está no catálogo do Disney+.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos