Mercado abrirá em 3 h 30 min
  • BOVESPA

    114.064,36
    +1.782,08 (+1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,27
    +125,93 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,43
    +0,13 (+0,18%)
     
  • OURO

    1.755,30
    +5,50 (+0,31%)
     
  • BTC-USD

    42.745,66
    -1.365,70 (-3,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.054,75
    -54,17 (-4,89%)
     
  • S&P500

    4.448,98
    +53,34 (+1,21%)
     
  • DOW JONES

    34.764,82
    +506,50 (+1,48%)
     
  • FTSE

    7.061,05
    -17,30 (-0,24%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.237,25
    -66,25 (-0,43%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2224
    -0,0026 (-0,04%)
     

Como minimizar perdas na Bolsa em semana de caos por coronavírus

·2 minuto de leitura
Foto: AP/Andre Penner
Foto: AP/Andre Penner

A bolsa de valores brasileira viu dois momentos tensos nesta semana. Na última segunda-feira (9) e na quarta-feira (11), a B3 acionou o circuit breaker - recurso que paralisa as negociações quando a queda ultrapassa 10%.

Para quem tem aplicações na bolsa, o momento é de repensar sua estratégia de investimento, segundo especialistas ouvidos pelo Yahoo Finanças. "Momentos de crise são momentos de validação das convicções das pessoas", afirma Daniel Jannuzzi, planejador financeiro e especialista de investimentos da gestora Magnetis.

Leia também

Segundo ele, quem investe em empresas sólidas e com perspectiva de renda em longo prazo, não tem motivos para se desesperar com as quedas históricas da última semana. Mas quem entrou agora no mercado de renda variável querendo fazer dinheiro num curto espaço de tempo, está fazendo errado.

"A bolsa, em última instância, é um mecanismo de transferência de renda, da pessoa que está desesperada para a pessoa que tem um objetivo de longo prazo e carteira diversificada", afirma Jannuzzi.

Quem já cometeu o erro de vender ações em baixa e ficou no prejuízo, pode começar sua mudança de estratégia diversificando investimentos, dando atenção especial a ETFs - fundos de ações que acompanham índices em alta e protegem o investidor de oscilações específicas de empresas mais afetadas pela crise.

Outra dica é ficar de olho nas ações que estão se desvalorizando rapidamente. Após fortes quedas, a tendência é de valorização, como o que aconteceu com a Petrobras. Mas quem está correndo atrás de ouro e dólar em plena crise pode se arrepender depois.

"Ativos usados como seguro - o dólar e o ouro - devem ser comprados antes da crise. Imagine que você tem o seu carro e opta por não fazer o seguro. Você sai, bate o carro num poste e decide fazer um seguro. Vai pagar caro, ou nem vai conseguir", afirma Jannuzzi.

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos