Mercado fechará em 6 h 25 min
  • BOVESPA

    102.814,03
    +589,77 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.796,30
    +303,78 (+0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,33
    -1,62 (-2,32%)
     
  • OURO

    1.793,50
    +8,30 (+0,46%)
     
  • BTC-USD

    58.051,97
    +1.081,59 (+1,90%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.474,57
    +45,64 (+3,19%)
     
  • S&P500

    4.655,27
    +60,65 (+1,32%)
     
  • DOW JONES

    35.135,94
    +236,60 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.053,99
    -55,96 (-0,79%)
     
  • HANG SENG

    23.475,26
    -376,98 (-1,58%)
     
  • NIKKEI

    27.821,76
    -462,16 (-1,63%)
     
  • NASDAQ

    16.326,00
    -64,75 (-0,40%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3556
    +0,0264 (+0,42%)
     

Como liberar espaço no Gmail

·8 min de leitura

O Gmail (Android | iOS | Web) virou sinônimo de e-mail para muita gente. E não é para menos: o utilitário faz parte da gigantesca oferta de serviços do Google, o que só contribui para a popularização do programa em PCs, noteooks, tablets e e smartphones.

Ao usar o Gmail ou outros serviços de correio eletrônico, talvez você pense ser uma tarefa impossível lotar totalmente o espaço disponível na sua conta. Até um tempo atrás, isso poderia ser verdade, mas as coisas mudaram. A plataforma não tem mais armazenamento ilimitado, o que significa que o mesmo espaço é compartilhado entre Gmail, Google Drive e Fotos.

Por este motivo, é fundamental que você reserve um tempo do seu dia, ou em períodos pré-determinados, para fazer uma faxina no seu Gmail. E é isso o que vamos mostrar com as dicas a seguir.

Como liberar espaço no Gmail

Verifique quanto espaço você tem

Fazer checagens periódicas no seu armazenamento da conta Google é a melhor maneira de evitar que falte espaço um dia (Captura de tela: Caio Carvalho/Canaltech)
Fazer checagens periódicas no seu armazenamento da conta Google é a melhor maneira de evitar que falte espaço um dia (Captura de tela: Caio Carvalho/Canaltech)

Antes de sair apagando tudo no Gmail sem pensar em nada, que tal checar quanto do seu armazenamento no Google Drive ainda não foi ocupado? Essa informação pode ser consultada pelo link drive.google.com/settings/storage, que por sua vez mostra exatamente qual o espaço utilizado pelo Drive, Gmail e Google Fotos.

Além disso, há um link que redireciona para a página principal de cada um desses serviços para você gerenciar o espaço manualmente. No caso do Gmail, são agrupadas todas as mensagens de e-mail e anexos, incluindo o que estiver na pasta de Spam e na Lixeira. Já o Drive é mais abrangente e contabiliza todos os arquivos enviados ou sincronizados na sua conta.

Esvazie a Lixeira e a caixa de Spam no Gmail

Essa dica todo mundo deve conhecer ou ter feito uma vez na vida. Então, por que abrir mão do simples?

Acontece que há uma pegadinha nessa história caso você nunca tenho usado a Lixeira do Gmail. Todos os e-mails comuns, ao serem deletados, são enviados para a Lixeira, mas não são excluídos, de fato. Em vez disso, eles ficam ali por um período de 30 dias até serem deletados automaticamente pelo sistema do Gmail.

Ao mesmo tempo que esse recurso facilita o trabalho de ter que fazer isso manualmente, pode ser que muita coisa fique acumulada por vários dias e, por consequência, comprometa o espaço disponível no Gmail.

É por essa razão que o mais indicado é mesmo abrir a pasta Lixeira e selecionar a opção “Esvaziar a lixeira agora”. Dessa forma, arquivos desnecessários ou e-mails que já foram respondidos não ficarão esquecidos no seu Gmail.

Mensagens enviadas para a Lixeira ficam na pasta por um período de até 30 dias, ou até você deletá-las por conta própria (Captura de tela: Caio Carvalho/Canaltech)
Mensagens enviadas para a Lixeira ficam na pasta por um período de até 30 dias, ou até você deletá-las por conta própria (Captura de tela: Caio Carvalho/Canaltech)

A caixa de Spam é um caso à parte porque você pode excluir permanente mensagens sem ter de enviá-las primeiro para a Lixeira. Ao abrir a pasta de Spam, basta selecionar todos os e-mails e depois clicar em “Excluir todas as mensagens de spam agora”. Com isso, você não precisa se preocupar em ir até a Lixeira e apagar de novo os mesmos arquivos.

Para a caixa de Spam, você pode deletar as mensagens no mesmo instante, sem que elas sejam mandadas para a Lixeira (Captura de tela: Caio Carvalho/Canaltech)
Para a caixa de Spam, você pode deletar as mensagens no mesmo instante, sem que elas sejam mandadas para a Lixeira (Captura de tela: Caio Carvalho/Canaltech)

Exclua e-mails grandes no Gmail

Um dos elementos que mais pode ocupar espaço no Gmail sem que você perceba são os anexos enviados nas mensagens de e-mail. Pode ser de tudo: desde um arquivo do Word ou em PDF até imagens usadas na assinatura dos seus contatos. De início, podem ser itens com um tamanho bem pequeno, mas de pouco em pouco é fácil que se multipliquem.

Para evitar que você procure por cada e-mail com anexo usando apenas a caixa de entrada, o Gmail tem uma função para pesquisar mensagens pelo tipo ou tamanho do arquivo. Isso pode ser feito de duas formas:

1. No campo de pesquisa, na parte superior da tela, digite "has:attachment larger:10M” (sem as aspas). O “10" pode ser substituído por qualquer número, maior ou menor, pois esse é o valor de referência que será usado para encontrar anexos às suas mensagens.

Note que, ao exibir os resultados, o Gmail ainda mostra quais tipos de arquivos foram encontrados, podendo ser imagens, documentos ou PDFs. Se quiser visualizar só um formato específico, é só clicar na figurinha abaixo da barra de buscas.

Anexos e outros arquivos mais pesados também impactam no espaço disponível do Gmail (Captura de tela: Caio Carvalho/Canaltech)
Anexos e outros arquivos mais pesados também impactam no espaço disponível do Gmail (Captura de tela: Caio Carvalho/Canaltech)

2. A segunda maneira é clicar no ícone de três linhas dentro da barra de pesquisa para abrir um painel com mais opções. Uma delas é a busca por itens “menores que” ou “maiores que” o tamanho que você informar. Assim, essa filtragem pode ser útil para enviar para a Lixeira anexos maiores que possam estar dando sopa na sua conta do Gmail.

A busca do Gmail já permite encontrar arquivos com tamanhos específicos (Captura de tela: Caio Carvalho/Canaltech)
A busca do Gmail já permite encontrar arquivos com tamanhos específicos (Captura de tela: Caio Carvalho/Canaltech)

Em ambos os casos, lembre-se que os arquivos são mandados para a Lixeira. Depois, você ainda precisará exclui-los manualmente ou aguardar o prazo de 30 dias para que o próprio Gmail faça isso por você.

Apague e-mails mais antigos

Também pela busca do Gmail, você pode encontrar mensagens muito antigas e que não têm mais utilidade (Captura de tela: Caio Carvalho/Canaltech)
Também pela busca do Gmail, você pode encontrar mensagens muito antigas e que não têm mais utilidade (Captura de tela: Caio Carvalho/Canaltech)

Puxando o gancho do tópico anterior, essa mesma filtragem de busca pode ser usada para encontrar e-mails muito antigos que ainda podem estar salvos na sua conta do Gmail.

Para fazer essa pesquisa, o caminho é o mesmo: no ícone de três linhas dentro da barra de pesquisa para abrir um painel com mais opções. A partir daí, é só alterar a data, podendo ser para até antes do dia em que sua conta Gmail foi criada — e que muito provavelmente ninguém deve se lembrar, não é mesmo?

Apague e-mails de promoções, atualizações e outras pastas no Gmail

Fique atento à aba "Promoções": é uma das que mais acumula mensagens dispensáveis no Gmail (Captura de tela: Caio Carvalho/Canaltech)
Fique atento à aba "Promoções": é uma das que mais acumula mensagens dispensáveis no Gmail (Captura de tela: Caio Carvalho/Canaltech)

Já tem algum tempo que o Gmail divide os e-mails em três abas diferentes: “Principal”, que agrupa os e-mails mais importantes que chegam à sua caixa de entrada; “Social”, para e-mails e notificações de redes sociais, aplicativos e fóruns; e “Promoções”, com newsletters e ofertas de lojas que você acompanha na internet.

Embora seja uma divisão bem eficiente no quesito organização, é fácil se esquecer do quanto esse monte de mensagem pode ir se acumulando ao longo do tempo. Em especial na aba “Promoções”, já que varejistas online costumam disparar ofertas várias vezes em um único dia.

Novamente, a parte chata: todos os e-mails deletados dessas abas vão para a Lixeira, o que significa que, para não deixá-los parados na pasta por 30 dias, é necessário selecionar todos eles e fazer a exclusão manualmente. É um processo que não demora mais do que alguns segundos (ou minutos, dependendo da quantidade de e-mails na sua conta), mas que com certeza vão auxiliar na economia de espaço do Gmail.

Baixe uma cópia dos e-mails no Gmail

Não quer deletar para sempre seus e-mails? Uma solução é fazer o backup das mensagens (Captura de tela: Caio Carvalho/Canaltech)
Não quer deletar para sempre seus e-mails? Uma solução é fazer o backup das mensagens (Captura de tela: Caio Carvalho/Canaltech)

Uma alternativa não muito comum, mas que pode servir para aliviar um pouco sua caixa de entrada no Gmail é baixar todos os arquivos da sua conta de e-mail e depois apagá-los do Gmail original. Para isso, o Google disponibiliza uma ferramenta chamada Google Takeout (clique aqui para acessá-la), em que você pode exportar uma cópia do conteúdo da sua conta Google.

O Gmail é uma das opções inclusas nesse recurso, mas basicamente todos os serviços ofertados pelo Google são contemplados pela função.

Compre mais espaço

Como última alternativa, assinar um plano com capacidade extra aumenta o espaço disponível no Gmail (Captura de tela: Caio Carvalho/Canaltech)
Como última alternativa, assinar um plano com capacidade extra aumenta o espaço disponível no Gmail (Captura de tela: Caio Carvalho/Canaltech)

Se ainda assim você acha que o espaço compartilhado entre Google Drive, Gmail e Fotos é pouco para manter sua conta no Gmail com capacidade de sobra, aí não vai ter jeito: você terá que partir para um upgrade no armazenamento.

O armazenamento gratuito do Drive é de 15 GB. Para utilizar capacidades maiores, é necessário adquirir uma assinatura que custa entre R$ 6,99 (100 GB), R$ 9,99 (200 GB) e R$ 34,99 (1 TB) — existem planos ainda mais caros e com mais capacidades, mas estes só podem ser adquiridos via e-mail, em contato direto com o Google. O valor é cobrado mensalmente.

Se o limite básico compartilhado entre os três produtos do Google for alcançado ou estiver próximo do fim, você receberá uma notificação para limpar parte dos seus arquivos ou comprar mais armazenamento. Porém, se não houver mais espaço, os serviços como um todo serão afetados. No Gmail, por exemplo, você não poderá mais receber, nem enviar novos e-mails, e mensagens que enviarem para você serão devolvidas.

Como estamos falando só do Gmail, mesmo que você receba uma quantidade absurda de mensagens, a probabilidade de gastar todos os 15 GB gratuitos é muito baixa. Contudo, assinar um plano mensal é a melhor solução e você não tem o costume de apagar seus e-mails.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos