Mercado abrirá em 7 h 52 min
  • BOVESPA

    110.036,79
    +2.372,79 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.626,80
    -475,80 (-1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,59
    +2,10 (+2,64%)
     
  • OURO

    1.671,00
    -1,00 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    19.107,10
    -219,31 (-1,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    434,31
    -9,12 (-2,06%)
     
  • S&P500

    3.585,62
    -54,85 (-1,51%)
     
  • DOW JONES

    28.725,51
    -500,09 (-1,71%)
     
  • FTSE

    6.893,81
    +12,22 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    17.018,62
    -204,21 (-1,19%)
     
  • NIKKEI

    26.080,69
    +143,48 (+0,55%)
     
  • NASDAQ

    10.980,25
    -55,25 (-0,50%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3114
    +0,0035 (+0,07%)
     

Como identificar um comprovante de Pix falso

A facilidade de realizar transferências pela internet, direto do aplicativo, trouxe consigo um crime comum, usando comprovantes de Pix falsos. A ideia é se aproveitar da falta de atenção de vendedores e usuários para aplicar golpes obter produtos e serviços, seja pessoalmente ou por entrega, com a vítima somente percebendo o problema quando já é tarde demais.

As fraudes envolvendo comprovantes falsos não são novidade; existem desde o começo do sistema bancário, com envelopes vazios colocados em caixas eletrônicos ou a declaração incorreta de valores pelos golpistas. Às possíveis vítimas dos golpes que envolvem os falsos pagamentos via Pix, resta a atenção aos detalhes para identificar a falsificação e evitar prejuízos.

O primeiro passo para identificar um comprovante de Pix falso é olhar o extrato bancário, no aplicativo do banco, após a confirmação. O sistema de transferências é imediato, o que significa que os valores enviados por um usuário caem na mesma hora na chave Pix de destino; caso receba um comprovante de pagamento e não identifique o montante na conta, não realize a entrega do produto.

<em>Exemplo de edição grosseira em comprovante falso de Pix; checar conta bancária para verificar transferência de valores é o melhor caminho para não cair em golpes (Imagem: Reprodução/Canaltech)</em>
Exemplo de edição grosseira em comprovante falso de Pix; checar conta bancária para verificar transferência de valores é o melhor caminho para não cair em golpes (Imagem: Reprodução/Canaltech)

Para evitar prejuízos, desconfie de alegações sobre problemas ou indisponibilidades. Como as instituições financeiras e o Banco Central deixam claro, o Pix é enviado na mesma hora de sua realização; caso acredite estar diante de algum problema, entre em contato com o banco e não finalize o negócio até ter recebido o pagamento ou ter certeza de que ele está a caminho da conta bancária.

É importante, também, ficar vigilante a marcas de edição nos comprovantes falsos do Pix. Observe, por exemplo, se a data e horário correspondem ao momento em que o suposto comprador afirmou ter realizado a transferência ou se nomes e logotipos da instituição financeira aparecem corretamente na imagem.

Alterações de formato, tamanho da letra ou estilo de fonte também podem ser indicadores de um golpe envolvendo comprovante de Pix falso. Novamente, na dúvida, cheque a conta bancária para ter certeza de que o pagamento indicado foi transferido e não complete a venda antes de se certificar da veracidade da transferência dos valores.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: