Mercado fechado

Como garantir que seu site não caia durante a Black Friday

Ariane Velasco

Uma das coisas mais frustrantes que podem acontecer durante as compras virtuais na Black Friday é não conseguir finalizá-las porque o site “caiu” (principalmente depois de ter passado bastante tempo escolhendo minuciosamente cada item). Durante a data, os e-commerces devem se atentar a maneiras de prevenir que isso aconteça, uma vez que esse problema tão incômodo pode levar à perda de clientes.

Dizer que um site caiu significa, em suma, que a plataforma do e-commerce não conseguiu suportar a quantidade de acessos simultâneos.

Site caiu na Black Friday? Alguns motivos explicam por quê (Foto: Reprodução)

Black Friday: por que um site cai na data?

De acordo com uma pesquisa feita pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm), os sites que costumam cair mais por receber muitos acessos são os voltados para o ramo da tecnologia, com itens de informática, smartphones e outros eletrônicos. Em segundo lugar, estão os sites de moda e decoração, que também são muito acessados durante a data comercial.

Para evitar que determinado site caia durante a Black Friday, um site deve sempre realizar sua manutenção preventiva, monitorando a performance de suas páginas e de seus servidores, bem como desenvolver soluções específicas que o tornem cada vez mais ágil e estável.

Além do grande número de acessos, os motivos que levam um site a cair na Black Friday envolvem também uma infraestrutura mal organizada ou, até mesmo, ataques de hackers que visam interceptar dados ou atrapalhar as vendas. Por isso, é fundamental que cada site tenha uma equipe disponível para garantir sua segurança durante uma data tão movimentada.

O excesso de pedidos pode levar um site a cair durante a Black Friday (Foto: Reprodução)

Sites na Black Friday: como resolver bottleneck

O “bottleneck” (também chamado de “gargalo de acessos”) ocorre quando os servidores de um site não têm capacidade suficiente para suportar o volume de dados gerados simultaneamente. A solução para esse problema consiste em realizar cálculos que analisam qual é a capacidade necessária para cada pico de acessos, principalmente durante a Black Friday. Assim, é possível determinar a quantidade de servidores necessários para processar o volume de dados.

Essa prática aumenta o número de servidores e permite que uma quantidade maior deles fique disponível para dividir a carga quando o número de acessos aumentar, impedindo dificuldades de navegação.

Aumento no número de acessos pode causar problemas em um site na Black Friday (Imagem: secnet.com.br)

Sites na Black Friday: erros de programação

É necessário ter uma equipe de desenvolvedores para acompanhar as transações de compra em tempo real, identificando erros e corrigindo-os de imediato. Isso evita que o consumidor desista ou não receba o produto corretamente por conta de uma finalização que deu errado.

A contratação dessa equipe ou preparo de profissionais já presentes na empresa pode acontecer ao longo do ano, para que, durante a Black Friday, o site esteja funcionando a “pleno vapor”.

Erros de programação podem ser resolvidos a fim de evitar problemas em um site na Black Friday (Imagem: Divulgação)

Site na Black Friday: proteção contra hackers

É imprescindível que o site se proteja contra hackers durante a data, uma vez que criminosos constantemente renovam suas artimanhas para burlar os sistemas de segurança dos e-commerces (além de, é claro, tentativas de clonagem dos cartões de seus clientes). Para impedir que isso aconteça, vale recorrer à criptografia, que protege a loja e pode até mesmo aumentar o número de clientes, já que os visitantes do site se sentirão mais seguros.

Além disso, é importante utilizar sistemas de segurança que possam detectar tentativas de ataques DDoS, quando hackers usam sistemas robotizados que operam em alta velocidade justamente para derrubar um site. Um bom recurso é usar uma ferramenta que detecte muitos acessos de um mesmo IP ao mesmo tempo, e interrompa sua conexão com o site.

Tomando todas essas precauções, as chances de um site cair na Black Friday diminuem consideravelmente, garantindo a satisfação tanto de seus consumidores quanto dos donos da empresa!

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: