Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    55.159,77
    +607,62 (+1,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Como funciona a ordem de visualização do Instagram?

·4 min de leitura

Desde que o Instagram (Android | iOS | Web) chegou aos celulares, muitas teorias da conspiração foram surgindo sobre como funciona a ordem de visualização de conteúdos postados no feed e Stories. É seguindo uma ordem cronológica? Ou começa por aqueles que mais acessam o seu perfil?

A seguir, reunimos o que o Instagram já disse com relação aos algoritmos da plataforma e como eles decidem o que vai aparecer primeiro assim que você abre o aplicativo da rede social.

Como o Instagram define a ordem de visualização

Os algoritmos por trás do Instagram funcionam tanto para o feed de fotos e vídeos, que aparecem logo que você abre o app, quanto para os Stories, Reels e a aba Explorar. Por razões óbvias, a rede social não revela exatamente como esses algoritmos funcionam, mas a empresa já forneceu dicas sobre como a interação dos próprios usuários ajuda a moldar a ferramenta.

Em uma entrevista para a repórter Ashley Carman do site The Verge, em julho de 2018, o então gerente de produtos do Instagram, Julian Gutman, afirmou que a plataforma considera ao menos quatro fatores para determinar o que será exibido primeiro no Instagram de cada usuário. São eles:

  • O índice de interação dos seus amigos no Instagram. Basicamente, engloba tudo o que você faz enquanto está no Instagram, desde visualização de fotos e vídeos a curtidas, mensagens e quaisquer interações com outros perfis;

  • O índice de interação dos seus amigos no Facebook. Por exemplo, se você costuma falar com alguém no Facebook, então o Instagram pode entender que você queira falar ou saber mais sobre aquele usuário também no Instagram;

  • A quantidade de vezes que a lista de visualizações foi acessada. Cada vez que você atualiza a página inicial para visualizar mais Stories e postagens, o Instagram dará preferência em destacar novos conteúdos em vez de mostrar o que você já viu;

  • Outras atividades no Instagram e Facebook. O algoritmo do Instagram anota em sua “memória" todas as interações do usuário para se adaptar ao que ele está acessando recentemente. A partir dessa atividade, a rede social então mostra conteúdos baseados nessas ações recentes.

Repare que o Facebook aparece como fator determinante para os algoritmos porque a companhia, agora chamada Meta, adquiriu o Instagram em 2012. Logo, é natural que haja esse “intercâmbio" de sistemas entre os vários serviços controlados pela Meta. Ainda mais se levarmos em conta que o Facebook também tem um feed e Stories próprios.

Além disso, o ex-gerente de produtos do Instagram revelou na época que a plataforma presta atenção na quantidade de vezes que você abre o aplicativo ao longo do dia. Fatores como o número de pessoas que você segue e o tempo que você passa no Instagram também influenciam em como os algoritmos vão agir.

Portanto, a ideia do Instagram é que, toda vez que você abrir o aplicativo, o que você vai ver nunca seja igual ao que apareceu da última vez que o app foi utilizado. E isso vale para todos os cantos do Instagram — do feed na página inicial, passando pelos Stories, até os Reels e novas sugestões do que ver e assistir na aba Explorar.

Stalkers e outras teorias da conspiração

Desde que mudou de uma linha cronológica para uma visualização mais personalizada, o Instagram foi alvo de inúmeras teorias da conspiração. Principalmente aquelas relacionadas a stalkers: neste caso, as pessoas que mais aparecem no seu Instagram seriam as que mais te “perseguem” da rede social, visualizando e curtindo seus posts.

Entretanto, o ex-executivo do Instagram negou essa e outras teorias malucas sobre como funcionam os algoritmos de visualização da plataforma. “As pessoas que aparecem no topo da lista de visualizações dos Stories são baseadas na sua atividade e nas pessoas que você está mais próximo”, contou Gutman, quando ainda era gerente de produtos do Instagram.

Com isso, podemos concluir que o Instagram prioriza as pessoas que você mais interage na rede social, destacando as postagens desses usuários.

Já para as abas Explorar e Reels, a coisa segue por essa mesma linha de funcionamento. Com a diferença de que o Instagram mostrará mais conteúdos de contas que você não segue, porém também a partir daquilo que você já visualiza. Ou seja, se você tem o hábito de ver fotos e vídeos de animais fofinhos, pode ter certeza que isso terá um destaque maior nas próximas vezes que você abrir o Instagram.

Muita gente elabora teorias de que a forma como o Instagram mostra os conteúdos está relacionada às pessoas que mais acessam seu perfil. Contudo, a própria rede social já desmentiu essa ideia (Imagem: Bruno Salutes/Unsplash)
Muita gente elabora teorias de que a forma como o Instagram mostra os conteúdos está relacionada às pessoas que mais acessam seu perfil. Contudo, a própria rede social já desmentiu essa ideia (Imagem: Bruno Salutes/Unsplash)

E fica um mistério no ar

Mesmo revelando um pouco de como funcionam os algoritmos, o Instagram guarda a sete chaves o segredo do sistema por trás da rede social. Logo, não dá para saber ao certo o que exatamente os algoritmos levam em conta para mostrar o que você visualiza assim que abre o aplicativo.

Por exemplo, não se sabe se um comentário vale mais do que uma curtida, nem se as pessoas que você mais interage terão preferência na lista de Stories em destaque na página inicial. É improvável que o Instagram revele um dia se cada medida usada pelos algoritmos tem um peso diferente na hora de montar e moldar o Instagram dos usuários.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos