Mercado fechará em 47 mins
  • BOVESPA

    124.749,45
    -1.397,20 (-1,11%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.221,09
    -19,42 (-0,04%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,01
    +0,10 (+0,14%)
     
  • OURO

    1.801,60
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    32.192,11
    -87,06 (-0,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    778,38
    -15,36 (-1,93%)
     
  • S&P500

    4.406,49
    +39,01 (+0,89%)
     
  • DOW JONES

    35.002,10
    +178,75 (+0,51%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.092,50
    +164,00 (+1,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1488
    +0,0286 (+0,47%)
     

Como funciona o Ecosia, buscador alternativo ao Google

·5 minuto de leitura

O Ecosia (Android l iOS l Web) é um buscador que, embora não seja muito popular, oferece inúmeras vantagens aos usuários, sobretudo no que diz respeito à privacidade. Com uma forte veia ecológica, a plataforma redireciona 80% do valor arrecadado para o plantio de árvores todos os meses. Ao realizar 45 buscas na plataforma, um usuário "planta" uma muda.

Segundo dados do próprio site, até 2020 foram plantadas nada menos do que 100 milhões de mudas. Mas, a despeito das medidas de preservação ambiental, o buscador oferece recursos muito interessantes e pode ser uma boa saída para quem quer renovar os ares. Abaixo, entenda como funciona o Ecosia, buscador alternativo ao Google.

O Ecosia e a privacidade dos usuários

Página de informações do Ecosia. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)
Página de informações do Ecosia. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)

Se o Google já é um forte concorrente para mecanismos de buscas populares como Bing, a competição fica ainda mais acirrada no caso de plataformas menores. Apesar disso, o Ecosia se destaca quando o assunto é a privacidade e transparência.

A plataforma recolhe apenas dados estritamente necessários, o que é feito através de um sistema próprio e encriptografado. No entanto, o usuário pode desabilitar o monitoramento da sua atividade.

De todo modo, qualquer informação pessoal é excluída completamente em 7 dias. Inclusive, os dados recolhidos não são compartilhados com sites externos ou empresas. Nesse caso, até mesmo páginas acessadas através do Ecosia tem o rastreamento barrado.

Além disso, embora o buscador arrecade dinheiro através de publicidade, as informações dos usuários não são compartilhadas com os anunciantes, ao contrário do que acontece no Google — que reúne dados não apenas no mecanismo de busca, mas também nos demais serviços da empresa, para criar perfis de consumo e direcionar as propagandas.

Como funciona o Ecosia, buscador alternativo ao Google

O funcionamento do Ecosia é bastante simples na prática. O mecanismo de busca está disponível para Android, iOS, além de possuir uma versão para Web. Confira, a seguir, como utilizá-lo.

Passo 1: acesse o aplicativo do Ecosia no seu celular e, na página de início, localize a barra de busca na parte superior da tela. Para realizar uma pesquisa, toque sobre ela, digite o que deseja e confirme;

Realize as suas buscas no campo indicado. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)
Realize as suas buscas no campo indicado. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)

Passo 2: para verificar as abas abertas, na parte inferior da tela;

A página de buscas do Ecosia é bem semelhante ao do Google, permitindo inclusive que o usuário filtre resultados e utilize abas dedicadas a imagens, notícias, vídeos, mapas, detre outros. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)
A página de buscas do Ecosia é bem semelhante ao do Google, permitindo inclusive que o usuário filtre resultados e utilize abas dedicadas a imagens, notícias, vídeos, mapas, detre outros. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)

Passo 3: na barra inferior, é possível habilitar o comando "Private" para navegar anonimamente, abrir uma nova aba através do botão "+" ou fechar todas em "Close All";

O Ecosia também permite a navegação anônima. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)
O Ecosia também permite a navegação anônima. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)

Passo 4: de volta à página de busca, toque no menu de três traços no canto inferior direito;

Acesse o menu de opções através do botão indicado. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)
Acesse o menu de opções através do botão indicado. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)

Passo 5: na janela que será aberta, você poderá acessar algumas ferramentas, como Favoritos, Histórico, Lista de leitura e Downloads. Logo abaixo, estão os botões dedicados ao bloqueio imagens e ao modo escuro ("Force Dark Mode"). Por fim, você verá a aba de Configurações;

Para tornar a navegação mais leve e economizar dados, você pode bloquear imagens. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)
Para tornar a navegação mais leve e economizar dados, você pode bloquear imagens. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)

Passo 6: novamente na tela de busca, é possível acessar alguns recursos e ajustes da página. Para explorar as opções, toque no ícone de três pontos, localizado no canto superior direito da tela;

Acesse as opções da página. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)
Acesse as opções da página. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)

Passo 7: nessa seção, o Ecosia permite compartilhar o link da página, adicioná-la aos Favoritos ou à Lista de leitura, bem como copiar o endereço da web. Na parte inferior da janela, o usuário ainda encontra outras opções, como "Procurar na página" (ferramenta que funciona como um "F3"), "Versão do site para Desktop" e "Fixar o site nos preferidos";

Aqui, você pode adicionar o site à Lista de Leitura, aos Favoritos ou à seção de preferidos. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)
Aqui, você pode adicionar o site à Lista de Leitura, aos Favoritos ou à seção de preferidos. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)

Passo 8: para habilitar o modo de leitura, clique no símbolo de folha, ao lado do endereço da web;

Par tornar a leitura mais fluída, o Ecosia possui um modo dedicado a essa atividade. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)
Par tornar a leitura mais fluída, o Ecosia possui um modo dedicado a essa atividade. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)

Passo 9: para desabilitar o modo, basta selecionar o ícone novamente;

Aqui, é possível configurar a fonte da página. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)
Aqui, é possível configurar a fonte da página. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)

Passo 10: verifique as configurações de proteção e privacidade atuais através do botão de escudo, posicionado no canto superior esquerdo da tela;

Com foco em privacidade e segurança, o buscador permite que o usuário torne a proteção de dados mais forte. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)
Com foco em privacidade e segurança, o buscador permite que o usuário torne a proteção de dados mais forte. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)

Passo 11: para alterar os ajustes, acesse a aba "Configurações de proteção";

Como padrão, o Ecosia determina a proteção padrão, mas é possível escolher o modo "Rígido" nas configurações. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)
Como padrão, o Ecosia determina a proteção padrão, mas é possível escolher o modo "Rígido" nas configurações. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)

Passo 12: por fim, e não menos importante, você pode acompanhar o número de buscas já realizadas e a quantidade de mudas que você ajudou a plantar com o Ecosia. Para tanto, basta clicar no ícone de árvore indicado.

Com 45 buscas, você vai colaborar para o plantio de uma árvore. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)
Com 45 buscas, você vai colaborar para o plantio de uma árvore. (Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)

Pronto! Agora você já conhece as vantagens e sabe como funciona o Ecosia, buscador alternativo ao Google.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos