Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.716,00
    -2.354,48 (-2,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.395,94
    -928,98 (-2,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,43
    -4,06 (-4,86%)
     
  • OURO

    1.651,70
    -29,40 (-1,75%)
     
  • BTC-USD

    18.942,28
    -351,73 (-1,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    434,61
    -9,92 (-2,23%)
     
  • S&P500

    3.693,23
    -64,76 (-1,72%)
     
  • DOW JONES

    29.590,41
    -486,27 (-1,62%)
     
  • FTSE

    7.018,60
    -140,92 (-1,97%)
     
  • HANG SENG

    17.933,27
    -214,68 (-1,18%)
     
  • NIKKEI

    27.153,83
    -159,30 (-0,58%)
     
  • NASDAQ

    11.388,00
    -177,50 (-1,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0976
    +0,0649 (+1,29%)
     

Como economizar bateria do celular | 10 dicas infalíveis

Economizar a bateria do celular ainda é um grande desafio. Mesmo com melhorias nos aparelhos, tecnologias de carregamento rápido e baterias mais potentes, é comum presenciar casos em que o usuário precisa fazer a carga atual do smartphone durar por muito tempo.

Nesses cenários, vale a pena fazer alguns ajustes internos para passar mais tempo longe do carregador. O Android disponibiliza vários recursos para prolongar a carga do aparelho, incluindo um modo nativo de economia de bateria. Além dessa opção, o Canaltech separou algumas dicas que podem te ajudar em momentos críticos. Confira!

1. Veja os apps que mais consomem bateria

Primeiramente, é importante entender o que aumenta o consumo. Você pode começar pelos aplicativos: nas configurações do Android, é possível visualizar quais programas instalados consomem a maior parte da sua carga. Para isso, acesse a tela “Assistência do aparelho” e toque na aba “Bateria”.

Confira quais aplicativos mais consomem sua carga de bateria (Captura de tela: André Magalhães)
Confira quais aplicativos mais consomem sua carga de bateria (Captura de tela: André Magalhães)

Obviamente, alguns apps essenciais para o dia a dia farão parte da lista. No entanto, você pode limitar o tempo de uso dessas ferramentas ou até mesmo desativar permissões de localização nos aplicativos para reduzir o consumo diário da sua bateria.

2. Desative apps e funções em segundo plano

Um aplicativo pode consumir recursos do seu celular mesmo quando não estiver em uso. É comum que esses apps rodem em segundo plano para uma inicialização mais rápida, mas isso tem consequências para o uso da bateria.

Nesse caso, vale a pena abrir as configurações e pesquisar pelos aplicativos que funcionam em segundo plano. Desative alguns apps que não são tão essenciais para o seu dia a dia e desabilite algumas permissões, como o acesso à sua localização. Interfaces como a da Samsung incluem recursos que identificam e param de executar apps em segundo plano.

3. Ative o modo de economia de energia

Pode parecer óbvio, mas essa dica é muito valiosa. O Android possui ummodo nativo de economia de energia que reduz o consumo. Quando essa opção está ativa, o aparelho reduz o uso de rede em segundo plano e limita funções de sincronização e uso da localização. Algumas interfaces também permitem personalizar o modo com limites para a velocidade da CPU, brilho e Always on Display.

Recurso do próprio Android ajuda a economizar bateria (Captura de tela: André Magalhães)
Recurso do próprio Android ajuda a economizar bateria (Captura de tela: André Magalhães)

O modo pode ser encontrado nas configurações de bateria do aparelho. Antes de ativar, é possível comparar a diferença de duração com a carga atual. Alguns aparelhos também oferecem um modo que limita o uso apenas aos aplicativos da tela inicial e aumentam a economia.

4. Exclua contas não usadas

Mantenha apenas as contas mais importantes ativas no seu celular. Quando você mantém uma conta do Google secundária ou login de rede social ativo, o seu aparelho ainda irá mostrar notificações e sincronizar dados em segundo plano para esses perfis. Por isso, é muito importante reduzir as contas vinculadas para exigir menos recursos do celular e poupar a bateria.

Para remover uma conta, abra as configurações e selecione “Contas e backup”. Em seguida, avance para “Gerenciar contas” e remova os logins pouco usados.

5. Reduza o brilho da tela

A tela é um dos componentes que mais consomem a energia do seu aparelho. Logo, se você diminuir o tempo de uso e o brilho, terá ganhos na economia da sua bateria. O ideal é manter um nível de brilho baixo, mas que ainda permite ver todos os detalhes na tela do celular.

Diminua o brilho para economizr a bateria (Captura de tela: André Magalhães)
Diminua o brilho para economizr a bateria (Captura de tela: André Magalhães)

Há, também, a opção de usar o brilho automático, que regula conforme a iluminação do lugar, mas ainda pode entregar um resultado que deixe a tela muito clara. Você ainda pode manter essa opção ativa e diminuir um pouco, para que o sistema entenda suas preferências.

6. Desative funções do celular

Recursos como localização, bluetooth e dados móveis são muito importantes, mas também consomem a bateria mesmo quando não são usados. Portanto, vale a pena desativar algumas dessas funções quando quiser preservar a sua carga restante.

Se estiver usando uma rede Wi-Fi, por exemplo, é recomendável desativar os dados móveis, porque o aparelho procura por conexões disponíveis. Além disso, você também pode desativar os serviços de localização específicos para cada aplicativo, nas permissões de apps.

7. Use o modo escuro

Essa dica é muito útil para celulares com tela OLED ou AMOLED. Nessas tecnologias, cada pixel tem a sua própria luz e o próprio controle. Quando você usa um fundo preto, por exemplo, esses pixels não emitem luz e trazem um ganho considerável na economia de energia.

Tema escuro é mais econômico em alguns tipos de telas (Captura de tela: André Magalhães)
Tema escuro é mais econômico em alguns tipos de telas (Captura de tela: André Magalhães)

O uso do modo escuro também pode ser útil em outras telas, mas com impacto menor na economia. Para ativar, abra as configurações e selecione a aba “Visor”.

8. Desligue a vibração

O seu celular consome recursos para manter a vibração ativa. No entanto, com tantas notificações diárias, isso tem impacto direto na sua bateria. Prefira utilizar sons e toques para notificações ou chamadas quando possível, pois a economia é maior. Outra alternativa é reduzir o número de notificações dos aplicativos.

Além disso, também é recomendável desativar a vibração por retorno tátil na digitação do seu celular. Para isso, abra as configurações do seu teclado e desabilite essa opção.

9. Evite usar widgets e papéis de parede animados

Personalizar a tela inicial do celular é muito bom, mas também consome mais recursos. Se você precisa economizar a bateria, priorize uma interface mais simples e tente remover widgets ou papéis de parede animados.

Widgets consomem muitos recursos do seu aparelho (Captura de tela: André Magalhães)
Widgets consomem muitos recursos do seu aparelho (Captura de tela: André Magalhães)

Além dos recursos visuais, os widgets ainda precisam acessar dados da internet para se manterem atualizados, por exemplo. No caso de telas OLED, como já foi mencionado anteriormente, papéis de parede com tons escuros ainda ajudam na economia.

10. Reduza o tempo com a tela ligada

Novamente, a relação entre a tela e os gastos da bateria. É claro que algumas situações exigem manter o celular ligado por muito tempo, mas a recomendação pra reduzir o consumo é evitar longas sessões com a tela ativa.

Por exemplo: assistir a vídeos longos em streaming, usar o GPS para uma viagem longa ou jogar por muito tempo são atividades que vão drenar a bateria do seu celular. Portanto, quando conseguir evitar essas situações ou parar para recarregar e desativar a tela,

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: