Mercado abrirá em 8 h 23 min

Como consultar e pagar multas (com desconto) pelo celular

André Lourenti Magalhães
·5 minutos de leitura

Motoristas de todo o Brasil podem consultar multas de trânsito de forma prática e online. Com apenas alguns documentos e algumas rápidas etapas, é possível verificar quais são as infrações registradas em um veículo. É uma maneira mais rápida e eficaz do que aguardar as notificações por carta.

Essa pesquisa é fornecida por diversos órgãos, como os Departamentos Estaduais de Trânsito (Detran), o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e até mesmo a Polícia Rodoviária Federal. O Denatran, por sua vez, disponibiliza a Carteira Digital de Trânsito (Android | iOS), um app que apresenta versões digitais da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV).

Desde setembro de 2020, a Carteira Digital de Trânsito integrou à sua plataforma o Sistema de Notificação Eletrônica (SNE) do Denatran. Dessa forma, é possível vincular o SNE ao documento do motorista, consultando multas e podendo pagar com até 40% de desconto ao reconhecer a infração e não interpor recurso administrativo de defesa.

O SNE inclui todos os órgãos de fiscalização estaduais, 15 Detrans estaduais e mais de 80 órgãos municipais. Confira, abaixo, como vincular o Sistema de Notificação Eletrônica à Carteira Digital de Trânsito e comece a pagar multas pelo app com desconto.

Carteira Digital de Trânsito: como realizar adesão ao SNE

Passo 1: abra o aplicativo da Carteira Digital de Trânsito e faça login com sua conta no Gov.br;

Passo 2: na tela inicial, selecione “Infrações”;

App possui um espaço reservado para multas (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)
App possui um espaço reservado para multas (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)

Passo 3: em seguida, vá para a opção “Por Infrator”;

Escolha entre infrações por motorista ou veículo (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)
Escolha entre infrações por motorista ou veículo (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)

Passo 4: o app exibirá as infrações recentes e um alerta sobre a disponibilidade do SNE. Toque em “Aderir ao SNE” para prosseguir;

Insira as informações do SNE em seu celular (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)
Insira as informações do SNE em seu celular (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)

Passo 5: marque a caixa para aceitar os termos e condições e pressione “Aderir”;

Aceite os termos (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)
Aceite os termos (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)

Passo 6: pronto! A partir desse momento, as multas do SNE serão exibidas na seção, permitindo o pagamento através do app com descontos.

Todas as autuações poderão ser acompanhadas nesse espaço (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)
Todas as autuações poderão ser acompanhadas nesse espaço (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)

Onde consultar multas de trânsito

Órgãos de esfera estadual e nacional conseguem oferecer a pesquisa por veículos. No caso do Detran, cada um dos 26 estados e o Distrito Federal possui o próprio site. Cabe ao motorista fazer a consulta na versão do estado em que o veículo foi registrado. Ainda que sejam plataformas individuais, os mecanismos de pesquisa e os documentos necessários são semelhantes.

Sites do Detran de cada estado fornecem a opção de consultar infrações de veículos (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)
Sites do Detran de cada estado fornecem a opção de consultar infrações de veículos (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)

O Denatran, órgão em escala nacional, permite a consulta pela Carteira Digital de Trânsito ou pelo Portal de Serviços. É importante ressaltar que, nos dois casos, algumas funções são limitadas a quem possui a CNH com QR Code. A medida é válida para todos os documentos emitidos desde 11 de maio de 2017.

A Polícia Rodoviária Federal possui em seu site uma aba para a consulta de infrações que tenham sido extraídas pela própria instituição. É utilizado para o caso de ocorrências em estradas federais, por exemplo. O portal do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) também permite essa pesquisa.

Por fim, para veículos com placas registradas nos estados de São Paulo e Minas Gerais, é possível realizar o processo através do Meu Despachante. O portal faz a busca em diversas bases de dados e ainda oferece condições de pagamento.

Como consultar multas de trânsito por outros métodos

Com tantos lugares diferentes para pesquisar, pode parecer complicado saber o primeiro passo. Porém, muitos sistemas possuem bases similares e requerem os mesmos documentos.

Antes de qualquer consulta, é importante ter pelo menos dois dados: o número da placa do veículo e o número do Registro Nacional de Veículos Automotores (RENAVAM). Ambos são necessários para a pesquisa em qualquer um desses sites.

Site do DNIT pede apenas informações da placa e o número do RENAVAM (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)
Site do DNIT pede apenas informações da placa e o número do RENAVAM (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)

Há, em alguns casos, a necessidade de criar um cadastro prévio para ter acesso às infrações. Para isso, os documentos mais comuns pedidos são o Cadastro de Pessoa Física (CPF) e o número da CNH.

Para buscas nas versões estaduais do Detran, os sites fornecem a opção “Veículos”. Basta selecionar a opção, realizar o cadastro (quando necessário), buscar pelos débitos e infrações e digitar a placa e o número do RENAVAM.

Em teste feito pelo Detran de São Paulo para esta matéria, foi necessário seguir o seguinte caminho: “Veículos”, depois “Débitos, Restrições e Vistorias”, “Seu Veículo”, login ou cadastro no site e, por fim, os dados de placa e RENAVAM.

Site Meu Despachante fornece resultados utilizando apenas a placa do veículo (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)
Site Meu Despachante fornece resultados utilizando apenas a placa do veículo (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)

O processo no Meu Despachante é mais simplificado. Basta apenas digitar o número da placa que o sistema fará a busca nas bases de dados. Os dados mais comuns são, de fato, o número da placa e o RENAVAM: essas informações também se aplicam na consulta de multas pelo DNIT e pela Polícia Rodoviária Federal.

No caso do SNE e do Portal de Serviços do Denatran, documentos como o CPF e a CNH ainda são necessários para a conclusão de cadastro. Os aplicativos, por sua vez, oferecem mais opções além das consultas.

Sites do Detran por estado:

Você já precisou consultar uma multa pela internet? Teve alguma dificuldade? Conte nos comentários!

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: