Mercado fechará em 31 mins

Como configurar um roteador | Guia completo

Não sabe como configurar o roteador? Caso pretenda instalar por conta própria, comece reservando alguns minutos do seu dia. Infelizmente, o processo não é muito simples. Mas, com uma boa dose de atenção e paciência, até os marinheiros de primeira viagem podem ter sucesso.

Antes de colocar a mão na massa, é preciso decidir onde posicionar o aparelho. Esse é o primeiro passo para conseguir uma conexão estável. A melhor opção é um espaço aberto que seja central em relação aos demais cômodos. Quanto mais obstáculos existirem, como paredes e móveis, mais fraco o sinal será.

Caso o espaço seja muito amplo, o Wi-Fi precisa ser potente, bem como o roteador. Na falta desses dois elementos, vale recorrer a um repetidor de sinal. Bom, o nome já entrega a sua função: repetir o sinal da fonte principal. Em uma explicação simplista, o dispositivo impulsiona o sinal — no bom português, dá um “empurrãozinho”.

Conecte o roteador ao seu PC pelo cabo

Para começar, tenha um cabo Ethernet em mãos. Conecte uma das extremidades à porta WAN (rede de área ampla) na parte de trás do roteador. Em seguida, espete a outra extremidade à porta Ethernet do seu modem. Com o dispositivo ligado, você estará pronto para se conectar à internet. Mas, antes, ligue o roteador na tomada.

Alguns fabricantes oferecem um aplicativo através do qual é possível configurar o aparelho. Isso está presente apenas em modelos mais modernos. Para verificar se esse é o seu caso, consulte o guia de início rápido do roteador. Aparelhos mais antigos, contudo, acompanham apenas um URL dedicado à inicialização. No final das contas, o processo não muda muito.

Em geral, esse link aparece após conectar o computador em qualquer uma das portas LAN do roteador via o cabo Ethernet. Depois, basta inserir 192.168.1.1 ou endereço semelhante (especificado na documentação do roteador) na barra de pesquisa do navegador.

Conecte-se no painel de administração do roteador

A próxima etapa é configurar a senha do WiFi e o nome de usuário para acessar a central de controle. Se você está instalando um roteador usado, essas informações podem ser redefinidas para os botões de fábrica. O caminho é simples: basta pressionar o botão embutido do roteador por alguns segundos.

Com isso concluído, a configuração pode começar. Antes de qualquer coisa, é importante esclarecer que não há receita. Afinal de contas, cada modelo tem as suas próprias etapas. Portanto, é indispensável consultar o manual do aparelho. Felizmente, a maioria dos roteadores conta com um assistente de configuração fácil, um caminho mais curto e simplificado. Em geral, a rotina inclui SSID (nome Wi-Fi do seu roteador), senha e outras poucas informações.

Crie um login e senha para a sua rede

Agora, você deve criar um login e senha para o Wi-Fi — que é diferente das credenciais de acesso ao painel de administração do roteador. Nesse momento, o aplicativo de configuração ou painel te levará ao ajuste. Lembre-se de criar uma combinação segura e compartilhe apenas com pessoas de confiança. Caso seja necessário, não hesite em mudar a senha do Wi-Fi.

Para obter mais proteção, é recomendável escolher uma credencial longa e diferente daquela utilizada para acessar o painel. Evite nomes fáceis de adivinhar ou elementos como datas de aniversário, numeração do apartamento ou sala comercial e outros. Com tudo isso, é possível que você chegue a uma senha complicada — essa é a intenção. Para evitar confusões, talvez seja melhor compartilhar seu Wi-Fi através de QR Code.

Conecte a sua rede no roteador

Bom, se o seu roteador Wi-Fi possui modem embutido, a coisa fica mais simples. Basta conectar o cabo RJ12 (que é semelhante a um fio de telefone) nos aparelhos. Depois, confira se a luz de controle da porta de entrada acendeu. Se sim, você está livre para iniciar os ajustes de acesso à Internet.

Se encontrar problemas durante a instalação, é recomendável acionar um técnico para configurar o roteador (Imagem: Misha Feshchak via Unsplash/Reprodução)
Se encontrar problemas durante a instalação, é recomendável acionar um técnico para configurar o roteador (Imagem: Misha Feshchak via Unsplash/Reprodução)

Configure a conexão de sua rede

Em alguns casos, o usuário é agraciado com a possibilidade de usar um método de instalação chamado “IP dinâmico” ao configurar um roteador. Modelos que oferecem a facilidade identificam o servidor sozinho, basta deixá-los no modo automático.

Quando isso não ocorre, a empresa de internet entrega ao assinante login e senha para instalação da rede. Esse método, que você conheceu nas etapas anteriores, chama “PPPoE” e possibilita o uso de uma configuração cedida por seu ISP. Nessa hipótese, é necessário acessar o painel de controle do roteador e encontrar os ajustes de ISP.

Com o painel aberto, você verá qual das opções está disponível: IP dinâmico ou PPPoE/PPPoA. No primeiro caso, não será solicitada nenhuma senha, basta habilitar o recurso. No segundo, todavia, é preciso informar aquele login e senha informados pela empresa. Depois desse ajuste, salve as configurações realizadas e, finalmente, aproveite a sua conexão.

Realize um teste de velocidade

Se desejar, você pode encerrar as atividades na etapa anterior, mas é recomendável testar a velocidade da rede. Isso porque, a partir dos resultados, o assinante consegue identificar possíveis falhas no processo de instalação e erros no fornecimento da empresa. Esse é o momento de conferir se o pacote de dados contratado está chegando na sua casa como deveria.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos