Mercado fechado

Como configurar o seu PlayStation 4 novo?

Rafael Arbulu

O PlayStation 4 pode até estar no fim de seu ciclo de vida, já que a Sony promete, para daqui aproximadamente um ano, a chegada do PlayStation 5 nas prateleiras do mundo inteiro. Ainda assim, graças a promoções de final de ano, muitas pessoas escolheram agora como o momento ideal para investir no console da fabricante japonesa.

Pode ser que você seja um deles e, pensando nisso, mostramos abaixo o caminho certo para configurar o seu PlayStation 4 novo, de forma a aproveitar desde o início tudo o que ele traz de melhor.

Slim ou Pro?

A primeira coisa a ser feita é identificar qual é o modelo do seu PlayStation 4. Originalmente lançado no Brasil em novembro de 2013, o console hoje conta com duas versões nas lojas: a Slim, que possui corpo e design mais enxutos e uma configuração mais próxima ao primeiro modelo, com processador AMD Jaguar de oito núcleos e clock de 1,4 GHz, além de uma unidade de processamento de vídeo Radeon de 1,84 teraflops. O Slim não consegue reproduzir jogos em resolução 4K e traz o menor espaço em disco, com modelos a partir de 500 GB.

Já o PlayStation 4 Pro é a versão mais avançada já criada pela Sony, com capacidade de reproduzir jogos em 4K (embora você também precise de uma TV com a mesma capacidade), um processador mais potente (o mesmo Jaguar do modelo anterior, porém com clock de 2,1 GHz) e processamento de vídeo de 4,2 teraflops. Ah, sim, o espaço em disco também é maior: a partir de 1 TB e indo até 2 TB.

Isso tudo para diferenciar o hardware e a resolução dos jogos na TV. Ao abrir a caixa, você encontrará essencialmente os mesmos itens: o console em si, um controle DualShock 4, um cabo HDMI, um cabo microUSB para carregar o joystick e um cabo de força. Algumas embalagens podem conter vouchers para jogos ou assinatura da PlayStation Network (mais sobre isso logo abaixo), mas esses podem variar pois são itens promocionais. Falando em software, o funcionamento dos dois é o mesmo.

O PS4 Slim (esq.) e o PS4 Pro (dir.): o primeiro tem hardware levemente inferior, mas tende a ser mais barato, enquanto o segundo exitge um gasto maior, mas roda no máximo que a Sony já conseguiu lançar até hoje (Imagem: Canaltech)

Abri a caixa, tirei tudo e instalei os cabos: e agora?

Aqui é onde a diversão começa de verdade: a primeira coisa a ser feita é conectar o PlayStation 4 à internet. Você vai querer cuidar disso de imediato pois, acredite em nós quando dissermos que, embora o console seja utilizável offline, sua utilidade fica bem reduzida.

Para tanto, você pode escolher um entre dois caminhos: o mais comum é a conexão Wi-Fi, então vamos começar por ela. Assim que você ligar o aparelho, aperte o indicador para cima no direcional do DualShock 4 para acessar as opções. Em seguida, vá para a direita até a opção “Configurações” e selecione-a. Depois, navegue até a opção “Rede” e, finalmente, “Configurar conexão à internet”.

A partir daqui, você poderá selecionar entre conexão Wi-Fi ou via cabo de rede. Ao escolher a opção para internet sem fio (Wi-Fi), o console vai procurar pelo nome (SSID) da sua conexão. Uma vez encontrado, selecione-o e digite a sua senha. O sistema fará a autenticação para, depois, você escolher a opção “Testar conexão à internet”. O próprio PlayStation 4 cuidará de testar a qualidade e lhe oferecer informações de velocidade de download e upload. Vá apenas selecionando “OK” no que vier pela frente e pronto — você está pronto para aproveitar os recursos online.

Vale lembrar: se você conseguir colocar o console de forma que fique próximo a uma entrada de rede, poderá optar pela conexão cabeada (usando o cabo de rede que vem na caixa do console). Ela tende a ser mais estável e veloz, mas requer um fio conectando o console ao modem/roteador. Para esse caso, o processo via sistema é ainda mais simplificado: conecte o cabo, faça o mesmo caminho até o menu “Configurar conexão de rede” e escolher a opção “Usar cabo de rede (LAN)”. Tudo a partir daqui seguirá automaticamente.

Conectar-se à internet pelo PlayStation 4 parece trabalhoso, mas na realidade é bem simples e não lhe exigirá mais do que cinco minutos (Imagem: Reprodução/Sony)

Conectado! Já posso jogar?

Ainda não. A importância da conexão à rede possui um motivo técnico: agora, é bom você rodar uma checagem de atualização no sistema do PlayStation 4, a fim de confirmar se o firmware está atualizado para a última versão. A intenção da Sony é de que o console já esteja atualizado desde o princípio, mas controlar isso é bem complicado: se uma atualização for lançada após o seu console ter saído da fábrica, então ele já fica defasado. Mas se acalme: resolver isso é mais fácil do que conectar o console à internet.

Este é um processo que pode ser executado de três formas: a mais fácil, e a que está mais detalhada aqui, é fazer isso pelo próprio PlayStation 4. Para tanto, selecione o mesmo menu de configurações mencionado anteriormente e busque pela opção “Atualização de Software do Sistema”. Não muito diferente do que você faz com um smartphone, esse processo quase que inteiramente automático força o PS4 a rodar a busca por um arquivo de atualização mais recente. Se nada for encontrado, um aviso aparece na tela. Em caso positivo, o mesmo aviso o notifica do update, que começará a ser baixado automaticamente. Você ainda pode usar o console enquanto aguarda o download.

A atualização de software assegura que o seu PlayStation 4 esteja rodando na versão de sistema mais recente, além de executar os jogos mais atuais sem downloads adicionais (Imagem: Reprodução/Sony)

O outro método, também relativamente conhecido, é o download do arquivo de atualização por um computador: majoritariamente usado quando o PlayStation 4 não está conectado à internet, esse método envolve baixar o arquivo diretamente do site oficial da Sony, salvá-lo em um dispositivo de armazenamento USB — um pendrive serve, já que os arquivos costumam ser pequenos — e manualmente instalá-lo ao conectar o mesmo dispositivo na porta USB do console. O processo, porém, é um pouco mais trabalhoso:

  1. Certifique-se de que o pendrive tenha pelo menos 375 MB de espaço livre;
  2. Abra a pasta correspondente a ele e, dentro do dispositivo, crie uma pasta chamada “PS4” e abra-a. Dentro dela, crie outra chamada “UPDATE” — com todas as letras maiúsculas e sem as aspas
  3. Vá ao site oficial da Sony e baixe o arquivo referente à atualização, salvando-o dentro da pasta “UPDATE” sob o nome “PS4UPDATE.PUP” (novamente, sem as aspas e apenas com letras maiúsculas)
  4. Insira o pendrive na porta USB do PlayStation 4 e, no menu de atualização do sistema, selecione a opção referente ao dispositivo. O processo de atualização segue automaticamente a partir daqui

A terceira opção é uma que muita gente já deve ter usado sem nem perceber: a atualização via disco. Também é a mais simples de ser explicada: os jogos mais recentes contam com patches de segurança e atualização criados a partir das versões mais recentes da firmware do PlayStation 4. Se você tem um console com sistema defasado e tenta rodar nele um jogo novo, o próprio jogo tentará “ler” a versão do seu sistema, pedindo que você a atualize antes de começar uma partida. Literalmente, é uma questão de inserir o disco no drive de leitura e deixar tudo ocorrer automaticamente.

E agora, já posso jogar?

Pode. Uma vez atualizado, o PlayStation 4 já se encontra pronto para uso. Entretanto, você provavelmente vai desejar que partidas multijogador, entre outros recursos, estejam disponíveis desde já, certo? Neste caso, é melhor criar uma conta na PlayStation Network.

Houve um tempo em que isso era problemático para nós, brasileiros. Como a Sony e seus serviços digitais estavam ausentes por aqui, todo o tipo de improviso era usado nesta parte, sendo o mais comum a inserção de dados falsos no seu cadastro. Hoje, felizmente, isso já não é mais necessário.

(Imagem: Reprodução/Sony)

A PlayStation Network é o hub de vendas digitais da Sony para os consoles. Nela, você encontra jogos, demos, conteúdos extras, DLCs, filmes, serviços de streaming e assinatura digital, além de assinar a PlayStation Plus e, por meio dela, assegurar acesso a promoções exclusivas e até jogos gratuitos.

A boa notícia é que a criação de uma conta funciona paralelamente à conexão do console com a internet ou a atualização de seu software: assim que ligar o PlayStation 4, você deverá criar um perfil. Nessa tela, o sistema lhe perguntará se você já tem uma conta na PSN — de repente, você já mantinha isso no PlayStation 3. Em caso positivo, você pode usar as mesmas credenciais de acesso — e-mail e senha.

Se não, você pode escolher ignorar isso e deixar para depois, ou criar uma conta no ato. Basta seguir os comandos exibidos na tela, listando seu nome e endereço quando pedidos. Caso você seja maior de 18 anos e tenha um cartão de crédito internacional, poderá também inserir estes dados e assegurar uma via de pagamento sempre quiser comprar algum item pela loja.

Ufa! Já conectei, atualizei, minha conta já criei: AGORA POSSO JOGAR?

Sim, criança! Aproveite bastante, jogue muito e baixe tudo o que puder para incrementar a sua experiência!

Com o PS4 devidamente configurado, você tem acesso rápido a grandes títulos, alguns até exclusivos do console, como  Marvel's Spider-man


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: