Mercado abrirá em 6 h 8 min
  • BOVESPA

    101.915,45
    -898,58 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.698,72
    -97,58 (-0,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,18
    +2,00 (+3,02%)
     
  • OURO

    1.782,20
    +5,70 (+0,32%)
     
  • BTC-USD

    57.076,77
    -169,32 (-0,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.469,08
    +26,30 (+1,82%)
     
  • S&P500

    4.567,00
    -88,27 (-1,90%)
     
  • DOW JONES

    34.483,72
    -652,22 (-1,86%)
     
  • FTSE

    7.059,45
    -50,50 (-0,71%)
     
  • HANG SENG

    23.752,07
    +276,81 (+1,18%)
     
  • NIKKEI

    27.965,64
    +143,88 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    16.366,00
    +215,50 (+1,33%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3929
    +0,0229 (+0,36%)
     

Como Apple e Samsung, Oppo também quer produzir seus próprios processadores

·1 min de leitura

Com o anúncio do Pixel 6, o Google também apresentou seu próprio chipset que equipa os novos smartphones da marca, algo que Apple e Samsung já fazem há muito tempo. E pelo visto mais uma grande empresa está planejando realizar a mesma estratégia: a gigante chinesa Oppo.

Segundo informações reveladas pelo site Nikkei Asia, a Oppo estaria desenvolvendo chipsets de alto desempenho para equipar seus próprios smartphones nos próximos anos.

Oppo pode buscar menor dependência da Qualcomm, assim como o Google (Imagem: Reprodução/Oppo)
Oppo pode buscar menor dependência da Qualcomm, assim como o Google (Imagem: Reprodução/Oppo)

A ideia é reduzir a enorme dependência de marcas como Qualcomm e MediaTek, as principais fabricantes de processadores para celulares Android, e oferecer maior integração entre hardware e software, algo que a Apple faz muito bem.

De acordo com o vazamento, a Oppo estaria conversando com a TSMC (mesma fornecedora da Apple) para utilizar o futuro processo de litografia de 3 nanômetros e lançar seu chipset entre 2023 e 2024.

Processador da Oppo equiparia apenas flagships da marca, ao menos em um primeiro momento (Imagem: Reprodução/Oppo)
Processador da Oppo equiparia apenas flagships da marca, ao menos em um primeiro momento (Imagem: Reprodução/Oppo)

A tecnologia de produção em 3 nm oferecerá processadores ainda mais velozes graças ao formato mais compacto e mais condensado, garantindo velocidades maiores e redução em consumo de energia.

Apple, Samsung e Qualcomm devem anunciar a primeira geração de processadores de litografia de 3 nanômetros no fim de 2022. O anúncio de processadores da Oppo viria logo em seguida, no início de 2023.

Vale lembrar que a Oppo é parte do conglomerado BBK Electronics, sendo uma "irmã" de outras grandes empresas como Vivo Mobile, Realme e OnePlus, o que poderia indicar um compartilhamento de processadores da Oppo entre tais fabricantes.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos