Mercado abrirá em 4 h 49 min
  • BOVESPA

    108.523,47
    -1.617,53 (-1,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.049,05
    +174,15 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,58
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.888,70
    +12,10 (+0,64%)
     
  • BTC-USD

    22.780,42
    -631,32 (-2,70%)
     
  • CMC Crypto 200

    523,25
    -13,61 (-2,53%)
     
  • S&P500

    4.136,48
    -43,28 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    33.926,01
    -127,89 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.901,80
    +81,64 (+1,04%)
     
  • HANG SENG

    21.175,54
    -484,93 (-2,24%)
     
  • NIKKEI

    27.693,65
    +184,19 (+0,67%)
     
  • NASDAQ

    12.549,50
    -74,50 (-0,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5350
    -0,0035 (-0,06%)
     

Como alcançar a felicidade, segundo Harvard

Como alcançar a felicidade ainda é um mistério, mas os pesquisadores de Harvard tentaram decifrar, ou pelo menos chegar o mais perto possível desse segredo. A equipe afirma que existem determinados hábitos a serem implantados no cotidiano, em busca desse estado de realização.

O estudo acompanhou 724 homens desde a adolescência em 1938, com participantes vindos de diversas origens socioeconômicas. A equipe de Harvard reuniu todos os tipos de indicadores e resultados pessoais, psicológicos e de saúde dos participantes e perguntou a suas famílias sobre sua saúde mental e emocional a cada dois anos.

O primeiro hábito destacado pelo estudo é o exercício aeróbico, ou seja, aquele que usa o oxigênio no processo de geração de energia nos músculos. Anteriormente, outros estudos já tinham lançado luz sobre o fato de que, além de ajudar a eliminar a gordura abdominal, esse tipo de atividade pode melhorar o humor e a função cerebral.

Outra forma de alcançar a felicidade, segundo o estudo de Harvard, é investir na espiritualidade — o que pode ser feito através de meditação, por exemplo.

Como alcançar a felicidade, segundo estudo de Harvard (Imagem: Juriel Majeed/Unsplash)
Como alcançar a felicidade, segundo estudo de Harvard (Imagem: Juriel Majeed/Unsplash)

Aprender ou experimentar algo novo também faz parte dessa jornada rumo à felicidade, tal como atividades dedicadas ao outro (como um trabalho voluntário, por exemplo, ou alguma forma de ajuda). Os especialistas também recomendam deixar de lado todo e qualquer relacionamento tóxico, mesmo que seja um membro da família, por exemplo.

Segundo o Dr. Robert Waldinger, diretor do projeto (intitulado Harvard Study of Adult Development), a felicidade também gira em torno dos vínculos. “A conexão pessoal cria estimulação mental e emocional, e essas coisas são estimulantes automáticos do humor, enquanto o isolamento é um destruidor de humor”, aponta o pesquisador.

Desde o início, os humanos passaram a maior parte do tempo uns com os outros, em todos os momentos. No entanto, o estudo alerta que a vida moderna geralmente faz com que as pessoas passem mais tempo sozinhas, algo que deve ser reparado, em busca da felicidade.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: