Mercado fechado

Como a indústria de carros vai se recuperar? CEOs de Fiat e Localiza explicam

Redação Finanças
·2 minutos de leitura

A indústria de automóveis foi uma das mais afetadas pela pandemia do novo coronavírus. A Anfavea (Associação Nacional de Veículos Automotores) acredita que o ritmo de vendas só volte aos patamares pré-Covid 19 em 2025.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Neste episódio de Líderes, Antonio Filosa, COO do Fiat Chrysler Group na América Latina, e Eugênio Mattar, CEO da Localiza, explicam quais são as estratégias do mercado de carros para melhorar o cenário — e também como será o perfil de quem compra um carro nos próximos meses.

PODCAST LÍDERES: OUÇA A CONVERSA COMPLETA AGORA!

Para Filosa, da FCA, o pior já passou. Agora, é importante que as empresas forneçam opções e condições favoráveis para quem está pensando em trocar de carro.

Episódios anteriores

O CEO da Localiza explica que a tendência de turismo local deve impulsionar ainda mais a locação de carros, que se encontra em um dos melhores momentos, em termos de custo para o cliente.

Quem é Antonio Filosa

Antonio Filosa, COO da Fiat Chrysler Group na América Latina (Foto: Divulgação)
Antonio Filosa, COO da Fiat Chrysler Group na América Latina (Foto: Divulgação)

Formado em engenharia pelo Instituto Politécnico de Milão, Antonio entro como trainee na Fiat em 1999. Em 2005, chegou ao Brasil como gerente de compras. Passou por diversos cargos de diretoria na América Latina até, em 2018, ser nomeado COO da FCA no continente.

Quem é Eugênio Mattar

Eugênio Mattar, CEO da Localiza (Foto: Divulgação)
Eugênio Mattar, CEO da Localiza (Foto: Divulgação)

Formado em engenharia civil pela Universidade Federal de Minas Gerais, Eugênio fundou a Localiza em 1973, logo após terminar a faculdade. Ocupa o cargo de CEO desde então, onde fez a empresa tornar-se uma das mais valiosas do Brasil, com uma frota de mais de 200 mil carros.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube