Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.064,36
    +1.782,08 (+1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,27
    +125,93 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,21
    -0,09 (-0,12%)
     
  • OURO

    1.747,10
    -2,70 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    44.800,20
    +1.491,33 (+3,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.122,97
    +14,05 (+1,27%)
     
  • S&P500

    4.448,98
    +53,34 (+1,21%)
     
  • DOW JONES

    34.764,82
    +506,50 (+1,48%)
     
  • FTSE

    7.078,35
    -5,02 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    24.510,98
    +289,44 (+1,19%)
     
  • NIKKEI

    30.208,08
    +568,68 (+1,92%)
     
  • NASDAQ

    15.326,00
    +22,50 (+0,15%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2276
    +0,0026 (+0,04%)
     

Como é o módulo russo Nauka por dentro? Veja esses vídeos da ISS!

·2 minuto de leitura

Após anos de atrasos, foi no fim de julho que a Rússia lançou o novo módulo Nauka com destino à Estação Espacial Internacional (ISS), para substituir o Pirs. A chegada do novo componente não foi a mais tranquila, já que os motores do componente foram acionados subitamente e acabaram alterando a orientação da estação. Resolvido este incidente, os astronautas a bordo da ISS já foram conhecer as novas instalações — e publicaram alguns vídeos, que nos mostram um pouco do que há por lá.

O primeiro “passeio virtual” pelo novo módulo foi feito pelo cosmonauta Oleg Novitskiy, que entrou nas novas instalações após a abertura e fez alguns registros. Ele publicou dois vídeos: um mostrando uma breve tour pelo Nauka, e o outro exibe ele se deslocando pelo laboratório, mostrando a abertura da janela do módulo para experimentarmos um pouco da sensação de observar a Terra do espaço. Por fim, o cosmonauta fez algumas publicações em sua conta do Twitter com imagens do interior do laboratório e do nosso planeta.

A outra "visita guiada" pelas novas instalações foi feita em um vídeo com Thomas Pesquet, astronauta da Agência Espacial Europeia (ESA). “Estamos felizes por ter experienciado a chegada desse módulo”, disse ele, observando que houve um pouco de “aventura” após a acoplagem, mas que a situação foi logo corrigida — ele se referiu ao disparo acidental dos propulsores do Nauka causado por um erro de software. Felizmente, o incidente não causou risco à tripulação.

Com o auxílio de outro colega de tripulação que conduzia a filmagem, Pesquet direcionou a câmera para o segmento russo da estação. A dupla flutuou por tanques, tubos de resfriamento e outros componentes até chegar ao Nauka. Ao entrarem, Pesquet se moveu para perto da escotilha recém-aberta, e explicou que havia um pouco de cheiro de fumaça após abri-la pela primeira vez. “Para mim, é um cheiro de protetor solar”, comentou. “É o ciclo térmico, a exposição ao calor do Sol cria esse tipo de cheiro especial”.

Ele comentou que o laboratório ainda estava cheio de equipamentos e que a tripulação ainda não teve tempo para colocá-los no local correto. Além disso, Pesquet mostrou um pouco da pequena cabine da tripulação, do novo banheiro que será útil quando houver mais tripulantes a bordo e uma área que será usada para a acoplagem de outros módulos. É lá que fica uma escotilha para o envio de experimentos à área externa da instalação, junto de uma janela que fica voltada para nosso planeta em um ângulo de 45º; assim, quando puderem abri-la, os astronautas poderão observar a Terra através dela.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos