Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.583,79
    -351,77 (-0,73%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Comitê Olímpico Internacional veta homenagens às vítimas do ataque a Hiroshima

·1 minuto de leitura


Em oposição ao pedido de atletas e participantes da Olimpíada de Tóquio, o Comitê Olímpico Internacional (COI) negou a solicitação para prestação de um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do Ataque a Hiroshima. Na próxima sexta-feira (6), completa-se 76 anos do evento mais trágico da Segunda Guerra Mundial.
+ Simule resultados da Seleção Brasileira olímpica no futebol!

Segundo o COI, a cerimônia de encerramento em 8 de agosto contará com uma passagem histórica sobre eventos trágicos e suas vítimas. Assim, pessoas mortas com o lançamento da bomba atômica sobre Hiroshima poderão ser lembradas.

Contudo, de acordo com a imprensa japonesa, a decisão da organização não vai de encontro com o pedido do governo de Hiroshima. Em conjunto com um grupo de sobreviventes do ataque de 1945 pelos Estados Unidos, a entidade local planejava o aval referente a um período de homenagens às 8h15 do dia 6 de agosto, momento exato do bombardeamento que matou cerca de 140 mil pessoas na cidade portuária japonesa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos