Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    57.190,58
    -1.403,24 (-2,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Comissão Europeia pode elevar em maio estimativa para crescimento da zona do euro em 2021

·1 minuto de leitura
Comissão Europeia em Bruxelas

BRUXELAS (Reuters) - A Comissão Europeia pode aumentar sua previsão de crescimento para a zona do euro em 2021 quando divulgar novas projeções econômicas em maio, aproximando-as das estimativas do Fundo Monetário Internacional (FMI), disse o comissário econômico da União Europeia (UE), Paolo Gentiloni.

Em declaração nas reuniões de primavera do FMI, realizadas virtualmente por causa da pandemia de Covid-19, Gentiloni disse que a recuperação econômica está em andamento porque, apesar das novas restrições à pandemia em alguns países do bloco, as vacinações estão acelerando.

"A recuperação vai ganhar velocidade no segundo semestre, e provavelmente nossa previsão daqui a um mês será mais otimista... pode ser mais otimista do que as (do relatório) de inverno", disse Gentiloni em debate com a diretoria-gerente do FMI, Kristalina Georgieva, e referindo-se aos prognósticos de relatório divulgado em fevereiro, período de inverno no Hemisfério Norte.

No documento daquele mês, a Comissão previu que o crescimento da zona do euro seria de 3,8% neste ano e em 2022. O FMI estimou na semana passada que a expansão da economia do bloco monetário seria de 4,4% em 2021.

"A perspectiva do FMI é um pouco mais otimista, e isso é bastante possível porque a recuperação... está em andamento", disse Gentiloni.

(Por Jan Strupczewski)