Comissão Europeia admite que Espanha não cumpriu meta de déficit de 2012

Bruxelas, 22 jan (EFE).- A Comissão Europeia (CE) admitiu que a Espanha não cumpriu o objetivo de reduzir o déficit público para no máximo 6,3%, que era exigido para 2012, segundo um relatório que divulgou nesta terça-feira e ainda à espera de dados oficiais que confirmem o dado.

"A consolidação fiscal avançou no terceiro trimestre, mas o objetivo de déficit para 2012 provavelmente não será cumprido", disse o órgão executivo europeu em sua segunda avaliação do cumprimento por parte da Espanha das condições vinculadas ao programa de ajuda financeira aprovado em julho de 2012.

A deterioração da situação econômica espanhola dificultou a redução do déficit de 8,9% do Produto Interno Bruto (PIB) registrado em 2011, apesar das reformas empreendidas pelo país. A Espanha deveria reduzir seu déficit até 6,3% em 2012 e 4,5% em 2013, para situá-lo abaixo de 3% em 2014 e completar o teto exigido pelo Pacto de Estabilidade europeu.

No entanto, o déficit público dos três primeiros trimestres de 2012 foi de 65,3 bilhões de euros (8,3% do PIB trimestral acumulado) e aumentou em mais 10 bilhões (1% do PIB) devido à inclusão da ajuda financeira concedida à Espanha por seus parceiros europeus para sanear seus bancos, afirma o órgão executivo comunitário em seu relatório.

Bruxelas avalia o esforço feito pelas Comunidades Autônomas espanholas para conter a dívida (12 bilhões nos primeiros três trimestres de 2012), mas advertiu que várias regiões não vão cumprir os limites marcados.

"O objetivo de déficit de 2012 para as regiões de 1,5% do PIB ainda pode ser alcançado em seu conjunto, mas os riscos são consideráveis, e em uma série de Comunidades Autônomas é muito provável que não se consiga atingí-lo", diz o órgão executivo europeu no documento. EFE

Carregando...