Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.554,34
    +180,48 (+0,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.437,45
    -535,82 (-0,99%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,20
    +1,38 (+1,65%)
     
  • OURO

    1.814,60
    -1,90 (-0,10%)
     
  • BTC-USD

    41.666,80
    -558,38 (-1,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    992,00
    -17,39 (-1,72%)
     
  • S&P500

    4.587,63
    -75,22 (-1,61%)
     
  • DOW JONES

    35.419,22
    -492,59 (-1,37%)
     
  • FTSE

    7.563,55
    -47,68 (-0,63%)
     
  • HANG SENG

    24.112,78
    -105,25 (-0,43%)
     
  • NIKKEI

    28.257,25
    -76,27 (-0,27%)
     
  • NASDAQ

    15.274,75
    -321,00 (-2,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3042
    +0,0104 (+0,17%)
     

Comissão da Câmara aprova projeto que mantém pensão de militar condenado por crime

·1 min de leitura
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 14.12.2011 - A deputada Erika Kokay (PT-DF). (Foto: Alan Marques/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 14.12.2011 - A deputada Erika Kokay (PT-DF). (Foto: Alan Marques/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados aprovou na quinta-feira (2) projeto de lei que prevê a manutenção do pagamento de pensão a militares condenados por qualquer crime. Pelo texto aprovado, o benefício será dado aos seus dependentes.

A aprovação gerou revolta da deputada Erika Kokay (PT-DF), que afirmou ter acordado com o relator do PL, o deputado Coronel Tadeu (PSL-SP), a retirada do trecho para sua votação.

"Não é só a contribuição do militar que possibilita o benefício, mas também do conjunto da sociedade. É um prêmio para o criminoso", disse ela.

"O deputado Tadeu concordou com isso. Retiramos a obstrução em função desse acordo. Não pedimos vista em função deste acordo. E ele nos traiu."

Procurado, o deputado do PSL-SP não retornou as mensagens do Painel. Em seu relatório, ele escreveu que a família do militar que perdeu a patente após a condenação "não pode ser desamparada".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos