Mercado fechará em 3 h 26 min
  • BOVESPA

    110.591,96
    +1.748,22 (+1,61%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.593,00
    +35,35 (+0,07%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,45
    +0,16 (+0,23%)
     
  • OURO

    1.776,80
    +13,00 (+0,74%)
     
  • BTC-USD

    43.036,81
    -992,73 (-2,25%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.072,75
    +8,91 (+0,84%)
     
  • S&P500

    4.378,34
    +20,61 (+0,47%)
     
  • DOW JONES

    34.158,60
    +188,13 (+0,55%)
     
  • FTSE

    6.980,98
    +77,07 (+1,12%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.839,71
    -660,34 (-2,17%)
     
  • NASDAQ

    15.100,00
    +90,50 (+0,60%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2007
    -0,0440 (-0,70%)
     

Comissão da Câmara aprova convocação para Braga Netto explicar supostas ameaças às eleições

·1 minuto de leitura
Ministro Braga Netto

BRASÍLIA (Reuters) - Uma comissão da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira um pedido de convocação do ministro da Defesa, Walter Braga Netto, para que ele explique supostas ameaças sobre a realização das eleições do próximo ano.

Por se tratar de uma convocação, Braga Netto é obrigado a comparecer à Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara.

O pedido foi apresentado pelo deputado Rogério Correia (PT-MG) e tem como base reportagem publicada no mês passado pelo jornal O Estado de S. Paulo em que o ministro, por meio de um interlocutor, teria condicionado a realização da eleição de 2022 à adoção do voto impresso para as urnas eletrônicas.

"A suposta ameaça, se confirmada, se constitui em grave crime praticado contra o sistema democrático, definido constitucionalmente, fato este que precisa ser apurado pelo Parlamento brasileiro e demais órgãos estatais de investigação e controle e, se comprovada a ameaça, adotar as providências cabíveis, motivo pelo qual apresento o presente requerimento, oportunizando ao senhor ministro a oportunidade de esclarecer as supostas declarações", segundo o pedido.

No dia da publicação da reportagem, Braga Netto leu publicamente uma nota em que negou ter feito ameaças, mas defendeu a discussão do voto impresso das urnas eletrônicas.

O presidente Jair Bolsonaro é o principal entusiasta da proposta do voto impresso , tendo já feito inclusive ameaças de não haver eleições caso o sistema atual não seja alterado, apesar de nunca ter havido provas de irregularidades e ser possível a auditoria dos resultados.

(Reportagem de Ricardo Brito)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos