Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.951,49
    +2.121,77 (+1,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.125,01
    -210,50 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,55
    +0,08 (+0,10%)
     
  • OURO

    1.887,60
    -3,10 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    22.971,31
    -338,89 (-1,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    529,52
    -7,37 (-1,37%)
     
  • S&P500

    4.117,86
    -46,14 (-1,11%)
     
  • DOW JONES

    33.949,01
    -207,68 (-0,61%)
     
  • FTSE

    7.885,17
    +20,46 (+0,26%)
     
  • HANG SENG

    21.290,02
    +6,50 (+0,03%)
     
  • NIKKEI

    27.508,32
    -98,14 (-0,36%)
     
  • NASDAQ

    12.581,25
    +36,00 (+0,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5715
    +0,0041 (+0,07%)
     

Começando um negócio: conheça 5 plataformas para e-commerce

O e-commerce viveu um crescimento exponencial durante a pandemia do coronavírus. Créditos: Getty Creative.
O e-commerce viveu um crescimento exponencial durante a pandemia do coronavírus. Créditos: Getty Creative.
  • Em 2020, o faturamento do comércio online atingiu US$ 4,28 trilhões;

  • No Brasil, o faturamento chegou a R$ 87,4 milhões;

  • Houve também crescimento nos pedidos (17%), totalizando 353 milhões de entregas em todo o país.

O e-commerce viveu um crescimento exponencial durante a pandemia do coronavírus. Em 2020, o faturamento atingiu US$ 4,28 trilhões, o que representou um crescimento de 27,6% em relação ao ano anterior (2019), segundo levantamento da eMarketer. No Brasil, o aumento de vendas online também atingiu patamares inéditos. O avanço foi de 41% e o faturamento chegou a R$ 87,4 milhões, de acordo com o relatório da Webshoppers 43.

Em 2021, com o hábito de compras online já consolidado, um novo recorde foi atingido no comércio eletrônico brasileiro. O faturamento chegou a R$ 161 bilhões. Segundo levantamento da Neotrust, houve também crescimento nos pedidos (17%), totalizando 353 milhões de entregas em todo o país. Entre os fatores que podem explicar esse crescimento, além da pandemia, estão as melhorias na logística de entrega e a mudança de hábito do consumidor.

Para quem pretende iniciar um novo empreendimento, esses indicativos mostram que o comércio online é uma oportunidade relevante e que merece atenção. Listamos a seguir 5 plataformas para montar um e-commerce, confira:

  1. Betalabs

  2. Prestashop

  3. Zyro

  4. Minestore

  5. Mozello

Betalabs

A Betalabs é uma plataforma para e-commerce e clube de assinaturas que conta com inúmeros recursos como a unificação das operações, possibilidade de acompanhar a evolução das vendas em tempo real a partir de dashboards e relatórios inteligentes, além de vendas em múltiplos canais.

A plataforma oferece também um sistema de logística robusto, com diversificadas opções de fretes e entregas.

Prestashop

A plataforma Prestashop pode ser uma boa escolha para quem quer um design moderno e interessante para sua loja online. Isso porque é possível customizar esses detalhes com a criação de logotipos e templates para o e-commerce. A plataforma oferece ainda serviços integrados de gerenciamento de redes sociais e de métricas, além de possibilitar a criação da loja virtual em mais de 75 línguas e realizar entregas internacionais.

Zyro

Para quem busca praticidade e criação descomplicada de um site para vendas online, a Zyro é uma opção. A plataforma é bastante intuitiva e permite uma economia de tempo e dinheiro na criação do e-commerce.

Recursos como integração com redes sociais, domínio grátis por 1 ano e criação de logo grátis podem ser vantajosos para quem está iniciando um negócio e não possui muito capital para investir.

Minestore

Outra plataforma de e-commerce voltada tanto para lojas virtuais quanto para criação de clubes de assinatura é a Minestore. Com ela, é possível criar um site para vendas em poucos minutos. Não há limites de produtos a serem comercializados e a Minestore garante uma integração com o Google Analytics além de relatórios para o gerenciamento das vendas.

O plano mais básico não cobra mensalidade, e sim uma taxa de 2,99% por pedido realizado.

Mozello

O Mozello permite a criação de uma loja virtual gratuitamente, sem que seja preciso dominar programação, como entendimentos de registro de domínio personalizado e alojamento web. Para os planos pagos, é possível ainda criar lojas virtuais com recursos e ferramentas de SEO e Marketing, além de colocar o site em diversos idiomas.