Mercado abrirá em 56 mins
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,69 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,11 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    67,95
    +1,69 (+2,55%)
     
  • OURO

    1.783,20
    -0,70 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    47.479,52
    -1.824,32 (-3,70%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.214,00
    -227,76 (-15,80%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,72 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.171,45
    +49,13 (+0,69%)
     
  • HANG SENG

    23.349,38
    -417,31 (-1,76%)
     
  • NIKKEI

    27.927,37
    -102,20 (-0,36%)
     
  • NASDAQ

    15.607,50
    -110,25 (-0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3865
    -0,0088 (-0,14%)
     

Combustível caro: Bolsonaro promete 'ajuda' a caminhoneiros

·1 min de leitura
  • O presidente disse que em torno de 750 mil profissionais serão beneficiados;

  • Compensação será por reajustes recentes no preço do diesel;

  • Com início no Rio de Janeiro, transportadores de combustíveis iniciaram paralisação nesta quinta.

Durante discurso, Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que pagará ajuda para caminhoneiros autônomos, como compensação pelos reajustes recentes no preço do diesel. Nesta quinta-feira, dia em que pelo estados do Sudeste iniciaram paralisação da categoria, o presidente disse que em torno de 750 mil profissionais serão beneficiados.

Com início no Rio de Janeiro, transportadores de combustíveis iniciaram paralisação na madrugada desta quinta-feira (21). Motoristas de Minas Gerais também aderiram ao movimento, e aguardando também trabalhadores do Espírito Santo e São Paulo.

"Decidimos então, os números serão apresentados nos próximos dias, nós vamos atender aos caminhoneiros autônomos. Em torno de 750 mil caminhoneiros receberão uma ajuda para compensar o aumento do diesel", declarou.

Leia também:

Os caminhoneiros fazem parte da base de sustentação de Bolsonaro, que colocou nas últimas semanas o combate ao aumento no preço de combustíveis como uma das prioridades do seu governo.

No diesel, a alta foi de 0,3% nas duas últimas semanas, passando de R$ 4,961 para R$ 4,976, destacou a ANP. No ano, a alta chega a 37,99% na bomba.

Greve dos caminhoneiros pode gerar 'corrida' aos postos

Diante da paralisação de caminhoneiros nesta quinta-feira, longas filas nos postos de combustível e crise de abastecimento podem ocorrer nos próximos dias.

Entretanto, tudo vai depender da adesão ao movimento da categoria em seguir com a greve. Segundo Gilberto Braga, professor do IBMEC, a mobilização dos motoristas de caminhão pode ter "um efeito um pouco menor do que 2018" para o consumidor final.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos