Mercado abrirá em 9 h 52 min

Combustível de aviação barato é misturado para uso em navios

Elizabeth Low e Ann Koh
·2 minutos de leitura

(Bloomberg) -- O combustível usado em aviões de passageiros normalmente é um dos derivados de petróleo mais caros. No entanto, em um sinal dos tempos, o coronavírus o transformou em um componente de mistura para combustível de navegação, tipicamente mais barato.

O querosene de destilação direta, geralmente processado em combustível de aviação, agora é usado para produzir óleo combustível com teor muito baixo de enxofre para a indústria marítima em meio à queda do consumo de companhias aéreas. Com quantidades maiores do que o normal de diesel e gasóleo de vácuo, esses derivados também têm sido usados em combustível de navegação.

A mudança, quase impensável há apenas um ano, reflete a destruição da demanda sofrida pela indústria de aviação na esteira da pandemia de Covid-19. E, como a Associação Internacional de Transporte Aéreo não espera que as viagens do setor voltem aos níveis anteriores ao vírus antes de 2024, essa pode ser uma característica do mercado por algum tempo.

Os preços do combustível de aviação em Cingapura caíram de mais de US$ 70 o barril em janeiro para perto de US$ 20 no início de maio, e agora são negociados em torno de US$ 41, de acordo com dados da Bloomberg Fair Value. Os preços do combustível VLSFO (sigla em inglês para teor muito baixo de enxofre) no polo de petróleo asiático, por sua vez, estão cerca de 53% mais baixos do que no fim do ano passado, segundo dados da Cocket Marine.

A destruição da demanda por combustível de aviação e transporte rodoviário levou a uma maior disponibilidade de misturar componentes para combustível de navegação, disse Unni Einemo, diretora da International Bunker Industry Association, durante a conferência Platts APPEC 2020 na semana passada.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.