Mercado fechado
  • BOVESPA

    101.259,75
    -657,98 (-0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.707,72
    +55,53 (+0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    39,78
    -0,86 (-2,12%)
     
  • OURO

    1.903,40
    -1,20 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    13.290,91
    -21,22 (-0,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    260,05
    -1,40 (-0,54%)
     
  • S&P500

    3.465,39
    +11,90 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    28.335,57
    -28,09 (-0,10%)
     
  • FTSE

    5.860,28
    +74,63 (+1,29%)
     
  • HANG SENG

    24.918,78
    +132,65 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    23.516,59
    +42,32 (+0,18%)
     
  • NASDAQ

    11.669,25
    +19,50 (+0,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6639
    +0,0538 (+0,81%)
     

Com Tiggo 8, Caoa Chery comemora marca de 20 mil carros feitos em Anápolis (GO)

br.info@motor1.com (Nicolas Tavares)
·2 minutos de leitura
Caoa Chery Tiggo 8 - Produção em Anápolis
Caoa Chery Tiggo 8 - Produção em Anápolis

Fábrica iniciou montagem dos modelos da marca em 2018, produzindo Tiggo 5X e Tiggo 7

Antes produzindo a linha do Hyundai Tucson, a fábrica do Grupo Caoa em Anápolis (GO) passou a montar também os carros da Caoa Chery desde o final de 2018, quando a empresa brasileira assumiu a operação da marca chinesa no país. Quase dois anos depois da primeira unidade do Tiggo 5X sair da linha de produção, a fabricante alcança a marca de 20 mil unidades produzidas e se prepara para aumentar a produção com a chegada dos carros da divisão de luxo Exeed, prevista para janeiro de 2021.

O veículo número 20.000 a ficar pronto na fábrica em Anápolis (GO) foi uma unidade do recém-lançado Caoa Chery Tiggo 8, na cor branca perolizada, que deixou a linha de produção na última quinta-feira (09). O complexo também é responsável por montar os Tiggo 5X e o Tiggo 7, focando na produção dos SUVs, enquanto a fábrica de Jacareí (SP) ficou com os sedãs Arrizo 5 e Arrizo 6, além do crossover Tiggo 2 (que usa a plataforma do Celer, antes feito na cidade paulista).

Segundo a Caoa, o complexo em Anápolis tem 172 mil m², empregando 1.500 funcionários e com capacidade de montar 86 mil unidades/ano, além de abrigar o centro de pesquisa e desenvolvimento da fabricante. É lá que a marca faz a adaptação dos modelos para o mercado nacional, com ajustes na suspensão e nos motores (como a adaptação para flex), entre outros trabalhos.

Leia também:

Desde que passou a controlar a marca Chery no Brasil, a Caoa teve que fazer investimentos em diversas áreas da fábrica, com uma nova área de montagem e pintura da carroceria, que foram atualizadas aos poucos - principalmente para a chegada do Tiggo 8, o carro mais sofisticado da empresa. Foi necessário melhorar o sistema de gestão de operações e materiais, além de uma nova programação dos robôs da área de pintura e dos computadores da linha de montagem.

Os funcionários de todas as áreas passaram por mais de 3.000 horas de treinamento. Inspetores, montadores, pintores, soldadores e técnicos de logística foram treinados usando a linha de montagem em modelos pré-série, acompanhados por engenheiros de produto e de manufatura.

Caoa Chery Tiggo 8 - Produção em Anápolis
Caoa Chery Tiggo 8 - Produção em Anápolis
Caoa Chery Tiggo 8 - Produção em Anápolis
Caoa Chery Tiggo 8 - Produção em Anápolis

Para 2021, a Caoa Chery prepara um novo passo, investindo na chegada dos carros da Exeed, divisão de luxo da Chery. Atualmente, ela possui três SUVs: o Exeed LX (baseado no Tiggo 7), e os TX e TXL, que usam o Tiggo 8 como base, com a diferença que o TX tem capacidade para cinco pessoas, enquanto o TXL tem sete assentos. A promessa anterior era que o lançamento aconteceria em janeiro, mas a data exata pode ter mudado por causa da pandemia.

Fotos: divulgação