Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.380,49
    -948,50 (-0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.683,55
    -126,66 (-0,28%)
     
  • PETROLEO CRU

    51,98
    -1,15 (-2,16%)
     
  • OURO

    1.855,50
    -10,40 (-0,56%)
     
  • BTC-USD

    32.728,46
    +934,13 (+2,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    651,44
    +41,45 (+6,79%)
     
  • S&P500

    3.841,47
    -11,60 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    30.996,98
    -179,03 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.695,07
    -20,35 (-0,30%)
     
  • HANG SENG

    29.447,85
    -479,91 (-1,60%)
     
  • NIKKEI

    28.631,45
    -125,41 (-0,44%)
     
  • NASDAQ

    13.355,25
    -40,25 (-0,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6542
    +0,1458 (+2,24%)
     

Com recorde de Covid-19, Cuba fecha escolas e decreta toque de recolher em Havana

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governo de Cuba está mais uma vez aumentando as restrições no país para conter o que já é considerado o pior surto de coronavírus deste o início da pandemia —os casos registrados nos 12 primeiros dias de 2021 já superam o total de infecções do mês de dezembro. As novas medidas incluem o fechamento de escolas em 34 cidades, assim como de praias, bares e casas noturnas, a paralisação do transporte público urbano e a imposição de um toque de recolher na capital, Havana. As autoridades decidiram "proibir a mobilidade de pessoas e veículos das 19h às 5h", de acordo com um comunicado publicado nesta quinta-feira (14) pelo jornal Tribuna de La Habana, ligado ao governo do país. O turismo doméstico também está proibido e, desde o começo do ano, viajantes vindos de países como Estados Unidos, México e República Dominicana só podem entrar em Cuba se apresentarem testes de Covid-19 com resultados negativos. Quem descumprir as novas regras pode receber multas de até 3.000 pesos cubanos (R$ 659) —valor que excede o salário mínimo vigente no país, que é de 2.100 pesos (R$ 461,26). Com 11 milhões de habitantes, Cuba registrou 16 mil casos e 158 mortes por coronavírus. O número é relativamente baixo se comparado à media mundial, mas o país vem batendo os próprios recordes de casos diários há sete dias consecutivos —nesta quarta, foram confirmadas 550 novas infecções de acordo com dados compilados pela Universidade Johns Hopkins.