Mercado fechará em 6 h 36 min
  • BOVESPA

    100.552,44
    +12,61 (+0,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.669,25
    +467,44 (+1,22%)
     
  • PETROLEO CRU

    40,24
    +0,21 (+0,52%)
     
  • OURO

    1.910,70
    -18,80 (-0,97%)
     
  • BTC-USD

    12.895,71
    +1.838,70 (+16,63%)
     
  • CMC Crypto 200

    260,07
    +15,18 (+6,20%)
     
  • S&P500

    3.435,56
    -7,56 (-0,22%)
     
  • DOW JONES

    28.210,82
    -97,97 (-0,35%)
     
  • FTSE

    5.786,57
    +10,07 (+0,17%)
     
  • HANG SENG

    24.786,13
    +31,71 (+0,13%)
     
  • NIKKEI

    23.474,27
    -165,19 (-0,70%)
     
  • NASDAQ

    11.672,00
    -19,25 (-0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6476
    -0,0024 (-0,04%)
     

Com presença de Caiado, Enel inaugura projeto de R$ 22 mi em Goiás

André Ramalho
·2 minutos de leitura

Evento sinaliza conciliação entre a distribuidora e o Estado, após um período de atritos em que o governador chegou a defender a reestatização A Enel Distribuição Goiás inaugurou nesta terça-feira (06) um investimento de R$ 22,7 milhões, para conexão de oito assentamentos na zona rural de Flores, região Nordeste do Estado. O projeto atenderá a mais de 800 famílias. A cerimônia de inauguração do projeto contou com a participação do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque; do governador goaino, Ronaldo Caiado (DEM); do presidente da Enel Brasil, Nicola Cotugno; e do diretor-presidente da Enel Distribuição Goiás, José Luis Salas. Depois de defender a reestatização da distribuidora de Goiás, por conta das falhas na prestação do serviço, Caiado voltou a sinalizar para uma conciliação com a Enel. “Hoje, eu reconheço o trabalho da Enel, nós já brigamos muito, mas eu sou um homem justo. Quando assumiram a Celg, tiveram dificuldades, mas hoje estão mostrando a que vieram”, discursou Caiado, durante a cerimônia, segundo nota da Enel. As obras de energização dos assentamentos Castanheira, Santa Clara, Egídio Brunetto, Santa Fé, Gibão, Cavalcante, Liberdade I e Liberdade II demandaram R$ 22,7 milhões em recursos do programa de universalização do acesso à energia elétrica do governo federal, com contrapartida da Enel Distribuição Goiás. Ao todo, a concessionária construiu 233 quilômetros de novas redes e instalou 3.381 postes, para levar energia às famílias da região. A meta da Enel Distribuição Goiás é levar energia elétrica para mais de 21 mil residências de áreas rurais goianas até 2022. Desde 2017, a companhia já conectou 66 assentamentos no estado. Até 2022, outros 36 assentamentos receberão o benefício. Em três anos e meio, até julho de 2020, a Enel Distribuição Goiás já investiu cerca de R$ 800 milhões para construção de 5,3 mil quilômetros de novas redes de alta, média e baixa tensão. Ronaldo Caiado, (DEM-GO) governador de Goiás, chegou a defender a reestatização da Enel Ruy Baron/Valor