Mercado fechado
  • BOVESPA

    101.259,75
    -657,98 (-0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.707,72
    +55,53 (+0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    39,78
    -0,86 (-2,12%)
     
  • OURO

    1.903,40
    -1,20 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    12.958,75
    +62,17 (+0,48%)
     
  • CMC Crypto 200

    260,05
    -1,40 (-0,54%)
     
  • S&P500

    3.465,39
    +11,90 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    28.335,57
    -28,09 (-0,10%)
     
  • FTSE

    5.860,28
    +74,63 (+1,29%)
     
  • HANG SENG

    24.918,78
    +132,65 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    23.516,59
    +42,32 (+0,18%)
     
  • NASDAQ

    11.669,25
    +19,50 (+0,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6639
    +0,0538 (+0,81%)
     

Com pouco tempo na TV, Boulos convida eleitores para 'acompanhar sua vida' durante 24 horas

João de Mari
·3 minutos de leitura
Guilherme Boulos walks among supporters during the inauguration of his campaign committee in the east side of São Paulo, Brazil this morning Sept. 27, 2020. TSE allows the beginning of street campaigns starting today. (Photo: Bruno Rocha/Fotoarena/Sipa USA)(Sipa via AP Images)
Guilherme Boulos caminha entre eleitores durante a inauguração de seu comitê de campanha na zona leste de São Paulo (Foto: Bruno Rocha/Fotoarena/Sipa USA)(Sipa via AP Images)

O candidato à Prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos (PSOL), fez um convite inusitado nesta quinta-feira (8) aos eleitores da cidade. Em uma rede social, ele convocou seus seguidores a acompanhá-lo, virtualmente, por 24 horas, durante um dia de campanha nas eleições municipais de 2020.

“Já que o horário eleitoral na TV é tão desigual, convido você a me acompanhar durante 24 horas. A partir das 6h desta sexta, 9/10”, escreveu em seu Twitter. “Já pensou acompanhar a rotina de um candidato a prefeito 24 horas ao vivo?”, sugeriu.

De fato, equipe do candidato está preparando uma live com transmissão ao vivo pelas redes sociais prevista para às 6 horas de amanhã (9). Boulos tem 20 segundos de tempo de televisão.

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (8) aponta que Boulos está em terceiro lugar entre as intenções de voto nas eleições à Prefeitura de São Paulo de 2020, com 12%. Em primeiro lugar aparece Celso Russomanno (Republicanos) com 27%. Em seguida, Bruno Covas (PSDB) com 21%. Márcio França (PSB) tem 8%.

Tempo de TV

O tempo de cada candidato na propaganda eleitoral na TV e no rádio são distribuídos proporcionalmente ao número de deputados federais em mandato por partido. Essa métrica compõe 90% do tempo total de cada candidato. Os outros 10% são distribuídos igualmente, a despeito do número de representantes na Câmara dos Deputados.

Com base na cláusula de barreira, criada em 2017 pela reforma política, é necessário ter no mínimo 2% dos votos válidos e nove deputados federais eleitos pelos partidos na Câmara dos Deputados, em pelo menos um terço dos estados, para que tenham direito a tempo na propaganda eleitoral gratuita.

Por esse motivo, candidatos que contam com pouco tempo de TV, como é o caso de Boulos, estão apostando em outras alternativas para fazer campanha.

Leia também

Na quinta-feira (7), o candidato a prefeito de São Paulo pelo PSB, Márcio França, ofereceu ceder parte do seu tempo de propaganda eleitoral gratuita na TV para quatro de seus concorrentes que não têm tempo nenhum. Marina Helou (Rede), Antonio Carlos (PCO), Levy Fidelix (PRTB) e Vera Lúcia (PSTU) não possuem nenhum tempo disponível.

Em coligações, somam-se os representantes dos seis maiores partidos da aliança para calcular o tempo disponível ao candidato lançado. Nos 20 minutos diários dedicados à propaganda eleitoral gratuita, a ordem foi definida por sorteio e será feito um rodízio.

Entre os candidatos que despontaram à frente das pesquisas eleitorais, a distribuição de tempo ficou da seguinte maneira: Bruno Covas terá direito a 3 minutos e 29 segundos por período do horário eleitoral. Em seguida, Márcio França com 1 minuto e 36 segundos. Guilherme Boulos tem 20 segundos e Celso Russomanno, 51 segundos.