Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.575,47
    +348,38 (+0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.674,30
    -738,17 (-1,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,53
    -0,18 (-0,39%)
     
  • OURO

    1.788,10
    -23,10 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    18.162,64
    +394,59 (+2,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    333,27
    -4,23 (-1,25%)
     
  • S&P500

    3.638,35
    +8,70 (+0,24%)
     
  • DOW JONES

    29.910,37
    +37,90 (+0,13%)
     
  • FTSE

    6.367,58
    +4,65 (+0,07%)
     
  • HANG SENG

    26.894,68
    +75,23 (+0,28%)
     
  • NIKKEI

    26.644,71
    +107,40 (+0,40%)
     
  • NASDAQ

    12.257,50
    +105,25 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3746
    +0,0347 (+0,55%)
     

Com pandemia, inovação dá salto e entra em fase madura na América Latina

Matheus Mans
·3 minuto de leitura
AI (Artificial Intelligence) concept. Communication network.
AI (Artificial Intelligence) concept. Communication network.

A tecnologia e a inovação estão mais maduras na América Latina, com um olhar especial para o Brasil. Pelo menos é isso que compreende o Innovation Rising in Latin America: Lessons from Innovative Leaders Across the Region, relatório da Visa que detalha progressos, indicadores, tendências e os padrões das empresas mais inovadoras da região.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

De acordo com os números divulgados pela Visa, há um aumento de 24% no número de empresas nas fases avançada e madura/inovadora nata na América Latina em comparação com os números divulgados no primeiro relatório, publicado na metade de 2019. O Brasil, enquanto isso, é o líder absoluto da região, reunindo 43% das empresas mais inovadoras.

Para chegar a esse resultado, o estudo avaliou mais de 100 empresas da região com base em cinco pilares. São eles: apoio interno à inovação, colaboração externa, execução, uso de tecnologia, e impacto e escala. E entre as 30 mais inovadoras da região, estão empresas pequenas, médias e grandes do mercado financeiro, varejistas, agregadoras e fintechs.

“Além de terem grandes ideias, essas empresas sabem transformá-las em produtos e funcionalidades viáveis rapidamente. Elas lançam, em média, 17 novos produtos no mercado por ano. É uma média 39% superior a de outras empresas”, comenta e explica Vanesa Meyer, head de Inovação e Design da Visa América Latina, ao Yahoo! Finanças.

Influência pandêmica

Para a pesquisa, um dos principais motivos dessa mudança de perfil é claro: a pandemia de coronavírus. “A pandemia ajudou a impulsionar toda essa tendência na região. Movidas por estruturas de trabalho ágeis, sistemas internos baseados em nuvem e a mentalidade de perguntar ‘como podemos ajudar?’ ao invés de ‘como iremos sobreviver?’”, diz Vanesa.

Assim, há uma troca. Por um lado, os consumidores estão se digitalizando. De acordo com o Latin America Covid-19 Consumer Sentiment Report, um estudo paralelo ao da Visa, três grandes tendências surgiram: consumidores buscando relacionamento e experiências, substituição de dinheiro por outras formas de pagamento e compras via mídia social.

Do outro lado, essas empresas maduras fortalecem suas inovações. Elas buscam colocar a inovação no centro do negócio, uso de tecnologias avançadas e disposição a se associar com startups. “Há um ganha-ganha que favoreceu essa arrancada. Empresas estavam preparadas e a população exigiu isso”, comenta Érica Iri, analista e consultora de inovação.

Um exemplo prático, inclusive, é a entrada de classes mais baixas em serviços financeiros digitais, num crescimento de 122% na inclusão digital na região. “Anteriormente, empresas inovadoras atingiam apenas nichos afinados com a tecnologia. Agora, com essa obrigação de se digitalizar, fica mais fácil da inovação atingir um outro patamar”, complementa Érica.

Desafios e futuro

Agora, neste momento, surge um desafio: como dar conta? “A grande prioridade das empresas inovadoras é oferecer mais valor ao cliente. Ao mesmo tempo, estão reconhecendo e capitalizando as oportunidades e demandas não atendidas que a pandemia despertou. O desafio será como atender a todas essas demandas e levar soluções rápidas para os problemas reais que a população e sociedade estão enfrentando”, explica Vanesa.

No entanto, o panorama para a região é positivo, numa junção da alta de investimentos, do fortalecimento de startups e essa onda de classes mais baixas em serviços inovadores.

“O empreendedorismo está avançando cada vez mais na região”, finaliza Meyer, head de Inovação e design da Visa. “O estudo aponta que a maior parte das empresas mais inovadoras da região (90%) formam parcerias comerciais com startups e novos entrantes, o que pode ser uma grande oportunidade para quem está começando ou querendo avançar em seus negócios. Há muito espaço para inovar e empreender, e encorajamos nossos parceiros e clientes, facilitando essa ponte de colaboração e interação entre os negócios”.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube