Mercado fechará em 1 h 53 min
  • BOVESPA

    125.379,83
    +767,80 (+0,62%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.134,03
    +223,50 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,32
    +0,67 (+0,94%)
     
  • OURO

    1.797,20
    -2,60 (-0,14%)
     
  • BTC-USD

    39.217,44
    +1.567,42 (+4,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    922,11
    -7,81 (-0,84%)
     
  • S&P500

    4.399,79
    -1,67 (-0,04%)
     
  • DOW JONES

    34.951,04
    -107,48 (-0,31%)
     
  • FTSE

    7.016,63
    +20,55 (+0,29%)
     
  • HANG SENG

    25.473,88
    +387,45 (+1,54%)
     
  • NIKKEI

    27.581,66
    -388,56 (-1,39%)
     
  • NASDAQ

    14.975,00
    +27,25 (+0,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1022
    -0,0062 (-0,10%)
     

Com pandemia de coronavírus, mercado global de IaaS cresceu quase 50% em 2020

·2 minuto de leitura
Com pandemia de coronavírus, mercado global de IaaS cresceu quase 50% em 2020
Com pandemia de coronavírus, mercado global de IaaS cresceu quase 50% em 2020

Responsável por oferecer recursos em nuvem de computação, armazenamento e rede, a Infraestrutura como Serviço (IaaS) tem sido uma das principais tecnologias difundidas durante a pandemia de coronavírus. Segundo um recente levantamento do Gartner, líder em pesquisa e aconselhamento para empresas, o segmento cresceu 40,7% em 2020 — em comparação com o ano anterior —, movimentando cerca de US$ 64,3 bilhões.

De acordo com a análise, Amazon, Microsoft, Alibaba, Google e Huawei figuraram entre as cinco principais fornecedoras globais de IaaS. Juntas, as companhias responderam por 80% do mercado no ano passado e praticamente todas elas apresentaram crescimento.

“Os fornecedores de grande escala continuam a construir ambientes de nuvem distribuída e com soluções de ponta que estendem o alcance da Cloud Pública em estruturas privadas e locais, atendendo assim as necessidades das organizações relacionadas à soberania de dados, portabilidade de carga de trabalho e latência de rede”, pontuou Sid Nag, vice-presidente de Pesquisa do Gartner.

Tabela com informações das principais fornecedoras de IaaS do mundo
Principais fornecedoras de IaaS responderam por 80% do mercado em 2020. Foto: Gartner/Divulgação

A Amazon manteve sua liderança no mercado global de IaaS, com US$ 26,2 bilhões de receita (41% de participação de mercado) oriundas do fornecimento de serviços no ano passado. Embora o crescimento da empresa tenha sido ligeiramente mais lento do que o da indústria em geral, a gigante observou crescimento das vendas, refletido pelo aumento de uso dos clientes.

Na cola da empresa de Andy Jassy aparece a Microsoft. Desde 2014, a big tech passou a focar em produtos de computação em nuvem e softwares empresariais. Tem dado certo. Tanto que o crescimento da companhia no segmento de IaaS foi de quase 60% no ano passado, atingindo US$ 12,7 bilhões de receita. A alta robusta refletiu o aumento da demanda de clientes da Microsoft Azure, principalmente na migração de cargas de trabalho críticas, aplicações de bots assistidos por inteligência artificial (IA), gêmeos digitais e e-commerce.

O top 5 ainda contou com as presenças de Alibaba, Google e Huawei, com crescimentos de 52,8%, 66,1% e 202,8%, respectivamente. Segundo a análise, o restante das fornecedoras de IaaS responderam por 19,8% do mercado global da tecnologia e foram importantes para que o setor, em geral, reportasse uma receita de US$ 64,28% em 2020.

Leia mais:

Dias contados?

Apesar dos resultados positivos, o futuro do segmento pode estar com os dias contados. Isso porque, segundo Nag, a era dos diretores que investem em nuvem para IaaS e Plataforma como Serviço (PaaS) está “discretamente acabando”.

“Embora o mercado de nuvem continue a crescer, a oportunidade real para os fornecedores vem do crescimento em segmentos de tecnologia adjacentes à nuvem, como a Edge Computing, 5G e Inteligência Artificial, à medida que os CIOs procuram investir em tecnologias que atendam a seus casos de uso complexos e emergentes”, completou o executivo.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos