Mercado fechado

Com orçamento apertado, pais postergam compra de material escolar, diz pesquisa

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Mais da metade dos pais ainda não comprou o material escolar dos filhos para 2023, segundo pesquisa do site Reclame Aqui. O principal motivo, para 42% deles, é o orçamento apertado, por isso vão deixar para comprar mais perto do início do ano letivo.

Outros 27% estão fazendo pesquisa de preço e quase 30% responderam que estão sem tempo para comprar os itens.

A disposição para gastar com os produtos também é baixa. Mais de 60% pretende investir menos de R$ 300.

De acordo com pais ouvidos pelo Reclame, itens como mochilas, cadernos, canetas e lápis ficaram mais caros.

O levantamento também perguntou onde os pais vão comprar os materiais escolares. Mais de 60% diz que as lojas físicas terão preferência. De acordo com o Reclame Aqui, esse é um movimento inverso ao observado em datas anteriores, em que o ecommerce prevaleceu.

O levantamento foi feito no dia 11 de janeiro com mais de 2 mil usuários da plataforma.