Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.672,76
    -3.755,42 (-3,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.402,73
    -283,30 (-0,54%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,05
    +0,61 (+0,74%)
     
  • OURO

    1.769,00
    +3,30 (+0,19%)
     
  • BTC-USD

    64.152,59
    +2.691,17 (+4,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.481,22
    +17,87 (+1,22%)
     
  • S&P500

    4.519,63
    +33,17 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    35.457,31
    +198,70 (+0,56%)
     
  • FTSE

    7.217,53
    +13,70 (+0,19%)
     
  • HANG SENG

    25.787,21
    +377,46 (+1,49%)
     
  • NIKKEI

    29.215,52
    +190,06 (+0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.413,50
    +123,00 (+0,80%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4933
    +0,1018 (+1,59%)
     

Com nova alta, Bitcoin se torna o ativo com melhor performance de 2021

·2 minuto de leitura

O Bitcoin, criptomoeda mais popular do mundo e também a mais valiosa, superou a marca de US$ 50 mil dólares nesta terça-feira (5) pela primeira vez em quatro semanas, somando para sua alta em outubro.

O Bitcoin ultrapassou novamente na manhã desta terça-feira (5) a marca de US$ 50 mil (cerca de R$ 274 mil na cotação atual). Apenas nas últimas 24 horas, o ativo já registrou alta de 4,5 %.

O Bitcoin não atingia os US$ 50 mil desde o dia 7 de setembro, quando a criptomoeda foi legalizada em El Salvador. Essa ação do país da América Central, por mais que em um primeiro momento tenha gerado um impulso para o valor do ativo digital, acabou no decorrer dos dias gerando antecipação do mercado e ocasionando um movimento de venda das criptomoedas, e a perca de confiança de investidores está explicada.

A alta atual do Bitcoin, porém, reflete a época do ano. Outubro, segundo registros de anos anteriores disponíveis no site CoinMarketCap, costuma ser um período bom para a criptomoeda, onde ela obtêm uma valorização mais substancial. Além disso, a confirmação que os Estados Unidos não irá banir a criptomoeda ajudaram o mercado a recuperar a confiança no ativo, impulsinando a subida em seu valor.

Entusiastas do mercado estimam que a próxima barreira a ser quebrada será a dos US$ 52 mil (cerca de R$ 284 mil, no valor atual do dólar para real). No fechamento desta matéria, na tarde desta terça-feira (5), o Bitcoin estava sendo comercializado por US$ 51,5 mil (aproximadamente R$ 281 mil na cotação atual).

O ativo com melhor desempenho em 2021

<em>Gráfico mostrando o Bitcoin em relação a ativos do mercado financeiro tradicional. (Imagem: Reprodução/CoinTelegraph</em>
Gráfico mostrando o Bitcoin em relação a ativos do mercado financeiro tradicional. (Imagem: Reprodução/CoinTelegraph

Com a alta ocorrida nessa terça, o Bitcoin está sendo considerado o ativo de melhor desempenho em 2021, de acordo com um levantamento realizado pela empresa de investimentos NYDIG.

No levantamento, a NYDIG comparou os ganhos dos principais ativos do mercado financeiro tradicional e do bitcoin acumulados durante 2021, e notou que durante todo o ano, a criptomoeda apresentou um retorno de cerca de 50% para seus investidores.

Com isso, o Bitcoin ganha com folga de ações das bolsas dos EUA e da Europa e também de comoddities. O levantamento da NYDIG, porém, não contou com outras criptomoedas, por considerar somente o Bitcoin como um ativo consolidado no mercado.

O criptoativo ganha com folga de commodities e de ações das bolsas americanas e europeia, por exemplo. Porém, o levantamento deixa outras moedas digitais de fora por considerar somente o Bitcoin como um "ativo consolidado".

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos