Mercado abrirá em 24 mins
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,69 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,11 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,18
    +1,92 (+2,90%)
     
  • OURO

    1.779,90
    -2,10 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    47.608,46
    -1.750,09 (-3,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.215,94
    -225,82 (-15,66%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,72 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.180,52
    +58,20 (+0,82%)
     
  • HANG SENG

    23.349,38
    -417,31 (-1,76%)
     
  • NIKKEI

    27.927,37
    -102,20 (-0,36%)
     
  • NASDAQ

    15.646,00
    -71,75 (-0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3883
    -0,0070 (-0,11%)
     

Com menos de 48 horas, caminhoneiros encerram greve em Minas

·2 min de leitura
View of a closed gas station in Contagem, Minas Gerais, Brazil on October 22, 2021. - A strike hold by fuel truck drivers is affecting it supply and some stations in the metropolitan region of Belo Horizonte are running out of fuel. (Photo by DOUGLAS MAGNO / AFP) (Photo by DOUGLAS MAGNO/AFP via Getty Images)
View of a closed gas station in Contagem, Minas Gerais, Brazil on October 22, 2021. - A strike hold by fuel truck drivers is affecting it supply and some stations in the metropolitan region of Belo Horizonte are running out of fuel. (Photo by DOUGLAS MAGNO / AFP) (Photo by DOUGLAS MAGNO/AFP via Getty Images)
  • Tanqueiros decidem, em acordo, suspender greve, categoria diz que firmou acordos com revendedores, mas não deu detalhes;

  • Movimento diz, porém, que ainda aguarda reposta do governo do Estado sobre alíquota do ICMS;

  • Abastecimento nos postos de combustíveis deve ser normalizado em 24 horas;

Na tarde desta sexta-feira (22), a greve dos motoristas de caminhão que transportam combustíveis, os chamados tanqueiros, de Minas Gerais, foi suspensa pelo Sindicato das Empresas Transportadoras de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais (Sindtanque-MG), cerca de 39 horas após seu início, na madrugada da última quinta-feira.

Segundo o presidente do Sindicato, Irani Gomes, em comunicado ao portal G1, houve um acordo com distribuidoras. Mas os detalhes deste acordo não foram divulgados. “Após a sensibilidade das distribuidoras junto às transportadoras de combustível, eles resolveram suspender a paralisação até o momento, mas ainda aguardam uma posição do governo do Estado referente às alíquotas do ICMS”, disse.

Leia também:

Os motivos do protesto, segundo o sindicato, foram os altos custos dos combustíveis praticados pela Petrobras e o ICMS dos combustíveis em Minas Gerais. Houve diversas manifestações, entre elas, dois caixões foram colocados na entrada da BR Distribuidora, em Betim (MG), para simbolizar a "morte do frete". Outros caminhoneiros ficaram nas portarias de outras empresas, como Shell, Ipiranga e Ale, segundo o Valor Econômico.

O Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo do Estado de Minas Gerais (Minaspetro) avaliou, que com a suspensão da greve, o abastecimento dos postos deve voltar ao normal em 24 horas. "As bases estão abertas e os caminhões já começam a ser abastecidos normalmente", disse, por meio de nota reproduzida no jornal O Tempo.

Postos de combustível de Belo Horizonte e Região Metropolitana registraram longas filas na manhã desta sexta-feira (22). Motoristas reclamaram que, com a paralisação, houve aumento nos preços, com o litro da gasolina chegando a quase R$ 7 na capital mineira, segundo reportagem do portal G1. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos