Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.669,90
    -643,33 (-0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.627,67
    -560,48 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,34
    -0,26 (-0,44%)
     
  • OURO

    1.744,10
    -14,10 (-0,80%)
     
  • BTC-USD

    60.384,03
    +1.801,30 (+3,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.235,89
    +8,34 (+0,68%)
     
  • S&P500

    4.128,80
    +31,63 (+0,77%)
     
  • DOW JONES

    33.800,60
    +297,03 (+0,89%)
     
  • FTSE

    6.915,75
    -26,47 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    28.698,80
    -309,27 (-1,07%)
     
  • NIKKEI

    29.768,06
    +59,08 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    13.811,00
    +63,25 (+0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7625
    +0,1276 (+1,92%)
     

Com mais de 80% dos leitos de UTI ocupados, BH volta a fechar comércio

Agência Brasil
·2 minuto de leitura

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, decidiu restringir novamente o funcionamento do comércio na cidade apenas às atividades essenciais. O decreto assinado por Kalil determina o fechamento das lojas a partir das 14h de hoje (6). A justificativa do prefeito é a presença de três novas cepas (P1, P2 e 117) de covid-19 em dois terços dos infectados da capital mineira.

“Não estamos contaminando mais pais e avós. Agora, estamos contaminando filhos e sobrinhos”, disse. Nas palavras dele, a cidade volta à estaca zero em virtude do cenário epidemiológico. Outra razão para a restrição é o aumento na taxa de ocupação de leitos de unidade de terapia intensiva (UTI), que passou de 74,4% para 81% nos dois últimos boletins epidemiológicos.

O secretário de Saúde do município, Jackson Machado, reforçou a preocupação do governo diante da situação. “O perfil de contaminação mudou e essa foi uma das razões que nos levaram a sugerir que a cidade fosse novamente fechada. Pedimos a todos que se isolem em casa”.

Dentre os estabelecimentos que poderão funcionar durante o período de restrição estão padarias e lanchonetes (vedado o consumo no local), açougues e peixarias, minimercados e supermercados, mercearias, farmácias, óticas, lojas de materiais de construção, lojas de autopeças, bancos e casas lotéricas, agências dos Correios, indústrias e bancas de jornais.

Restaurantes poderão funcionar apenas para entregas em domicílio ou retirada no local de alimentos prontos e embalados para consumo fora do estabelecimento.

Vacinação

Neste final de semana, a prefeitura aplica a segunda dose da vacina contra a covid-19 em idosos com idade entre 86 e 88 anos residentes na capital. O insumo será aplicado das 8h às 15h em centros de saúde específicos, em todas as regionais da cidade, em postos extras e em pontos de drive-thru.

De acordo com a prefeitura, as doses para todo o público-alvo estão garantidas e não é necessário chegar muito cedo aos locais de vacinação. Os idosos devem levar o cartão de vacina que conste a primeira dose, o documento de identidade, o CPF e um comprovante de residência.

A lista completa com os endereços onde acontece a vacinação está disponível no portal da prefeitura (https://prefeitura.pbh.gov.br/).