Mercado abrirá em 9 hs
  • BOVESPA

    110.611,58
    -4.590,65 (-3,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.075,41
    +732,87 (+1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,53
    +0,48 (+0,74%)
     
  • OURO

    1.686,90
    +8,90 (+0,53%)
     
  • BTC-USD

    53.792,17
    +3.016,34 (+5,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.086,56
    +62,35 (+6,09%)
     
  • S&P500

    3.821,35
    -20,59 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    31.802,44
    +306,14 (+0,97%)
     
  • FTSE

    6.719,13
    +88,61 (+1,34%)
     
  • HANG SENG

    28.974,48
    +433,65 (+1,52%)
     
  • NIKKEI

    29.000,44
    +257,19 (+0,89%)
     
  • NASDAQ

    12.448,75
    +151,50 (+1,23%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,9722
    +0,0124 (+0,18%)
     

Com maior média de casos novos de Covid-19 do mundo, Portugal fechará escolas por 15 dias: 'Médicos desesperados'

Extra com agências internacionais
·3 minuto de leitura

Portugal fechará suas escolas durante 15 dias devido à atual explosão de casos de Covid-19, anunciou nesta quinta-feira, dia 21, o primeiro-ministro António Costa, manifestando preocupação com a progressão da variante britânica e a sua "velocidade de transmissão".

— O princípio da precaução exige que interrompamos todas as atividades educacionais nos próximos 15 dias — declarou o chefe do governo após um conselho de ministros.

Uma semana após a imposição de um segundo confinamento geral, que não previa o fechamento de escolas e universidades, Costa explicou que se tornou necessário devido "a esta nova variante e sua velocidade de transmissão".

As mortes diárias de Covid-19 em Portugal atingiram um recorde de 221 na quinta-feira, elevando o número total de mortes para 9.686. As infecções diárias caíram para 13.544 do recorde de quarta-feira de 14.647.

O país de 10 milhões de habitantes tem a maior média de casos novos do mundo, 1.044 por milhão de habitantes, nos últimos sete dias, de acordo com o data tracker ourworldindata.org.

Essa aceleração pode ser explicada, em particular, pela propagação da cepa britânica, que é muito mais contagiosa.

— Há uma grande expansão dessa cepa — disse o primeiro-ministro, esclarecendo que ela representa atualmente 20% das infecções, mas que a proporção pode chegar a 60% na próxima semana.

Surpresos por um número recorde de pacientes com Covid-19, os médicos de hospitais portugueses falaram na quinta-feira de cansaço e desespero.

— Muita gente está desabando, muita gente está se esgotando e fica cada vez mais difícil — disse o médico intensivista Gustavo Carona, de 40 anos, do Porto. — Todo mundo está muito cansado.

Ambulâncias fazem fila do lado de fora dos hospitais, esperando que leitos sejam disponibilizados. Um idoso morreu em um após esperar três horas dentro dele na terça-feira, na cidade de Portalegre.

Guida da Ponte, vice-chefe de um sindicato de médicos perto de Lisboa — cuja autoridade de saúde fez um apelo a médicos e enfermeiras aposentados para ajudar a equipe de hospitais improvisados —​- disse que, embora mais leitos de terapia intensiva pudessem ser instalados, simplesmente não havia profissionais médicos suficientes.

— Os médicos estão desesperados. A palavra realmente é "desespero" — disse ela.

Citando uma variante mais contagiosa do vírus detectada pela primeira vez na Grã-Bretanha, o primeiro-ministro Antonio Costa disse que o governo tem o "dever cívico" de reforçar o bloqueio de Portugal.

A mutação pode atingir 60% dos novos casos de Covid-19 nas próximas semanas, contra cerca de 20% agora, disse ele em entrevista coletiva, ao anunciar o fechamento temporário do sistema escolar.

Os pais de crianças em idade escolar seriam autorizados a faltar ao trabalho e receberiam apoio, enquanto os tribunais suspenderiam os casos não urgentes, disse Costa.

A Igreja Católica disse antes que suspenderia todas as missas públicas de sábado.

Ricardo Mexia, chefe da associação de médicos de saúde pública, disse que as autoridades não se prepararam para o novo surto de infecções depois de relaxar as restrições para os feriados de fim de ano.

— A decisão de fechar as escolas está chegando tarde, mas é importante reduzir o contágio ... Temo que os números fiquem ainda piores — disse.

O governo reconheceu que o contágio durante as férias teve um papel importante, mas atribuiu o aumento de casos principalmente à nova variante.

Ele impôs um bloqueio na semana passada em que todos os serviços não essenciais são fechados e as pessoas são instadas a ficar em casa.

Antonio Costa disse também que todos os voos com destino ou origem sendo a Grã-Bretanha seriam suspensos a partir de sábado, dia 23.

Apenas voos de repatriação serão permitidos entre os dois países, disse Costa em entrevista coletiva.

Ele descreveu a medida como uma medida para reduzir o "risco de contágio" devido à nova variante mais contagiosa do coronavírus descoberta na Grã-Bretanha, que está se espalhando por Portugal.