Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.427,98
    -339,48 (-0,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.170,78
    +40,90 (+0,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,08
    0,00 (0,00%)
     
  • OURO

    1.776,00
    -7,40 (-0,41%)
     
  • BTC-USD

    32.640,66
    -1.385,09 (-4,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    782,47
    -27,72 (-3,42%)
     
  • S&P500

    4.241,84
    -4,60 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    33.874,24
    -71,34 (-0,21%)
     
  • FTSE

    7.074,06
    -15,95 (-0,22%)
     
  • HANG SENG

    28.902,84
    +85,77 (+0,30%)
     
  • NIKKEI

    28.920,12
    +45,23 (+0,16%)
     
  • NASDAQ

    14.299,00
    +36,00 (+0,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9271
    -0,0014 (-0,02%)
     

Com iOS 15, Apple tenta simplificar criação de apps e trazer recursos imersivos

·5 minuto de leitura

A Apple revelou na WWDC 2021 novas ferramentas e tecnologias projetadas para ajudar os desenvolvedores a criar, testar e lançar aplicativos. A ideia é simplificar a criação de serviços para o sistema ao mesmo tempo em que oferece novas possibilidade de exploração. O Xcode Cloud, por exemplo, um dos carros-chefe do pacote de novidades trazido pela companhia, reúne diversas opções para programadores individuais ou equipes para aumentar a produtividade usando serviços na nuvem.

Com páginas de produto personalizadas, a App Store agora oferecerá maneiras novas para os desenvolvedores promoverem seus aplicativos e se conectarem com os usuários. Já o Swift passará a oferecer suporte de simultaneidade integrado à linguagem, com a possibilidade de uso das tecnologias de realidade aumentada (RA), que torna mais fácil a construção de conteúdo imersivo em aplicativos ou na web.

Segundo a vice-presidente da Apple de Relações com Desenvolvedores, Susan Prescott, o conjunto de ferramentas incluídas no Xcode Cloud é robusto. “Ele proporciona inovação contínua na linguagem de programação Swift, uma ampla gama de novas APIs e ainda mais maneiras de alcançar os usuários”, explica.

O que é o Xcode Cloud?

O Xcode Cloud é um novo serviço em nuvem projetado especificamente para desenvolvedores interessados em produzir aplicativos para o ecossistema da Apple. O sistema é construído com base no Xcode 13 para oferecer uma maneira rápida e simples para programar aplicativos. Como é feito em nuvem, ele não consome processamento dos Macs dos desenvolvedores, o que os deixa livre para execução de outras tarefas.

O Xcloud funciona na nuvem e ainda tem um simulador de dispositivo para testes (Imagem: Divulgação/Apple)
O Xcloud funciona na nuvem e ainda tem um simulador de dispositivo para testes (Imagem: Divulgação/Apple)

A Apple afirma que o sistema conta com um mecanismo de teste paralelo na nuvem, permitindo uma simulação em cada dispositivo. Se tudo estiver correto, é só enviar uma compilação do aplicativo para testes internos diretamente pelo sistema ou entregar a testadores beta externos por meio do TestFlight, com o recebimento de feedbacks instantâneos

App Store mais atrativa

Outra novidade anunciada pela companhia é uma remodelagem na App Store, com mais ênfase em eventos, competições e transmissões ao vivo. Dentre os planos, está o maior destaque às transmissões de desenvolvedores para estimular o descobrimento de jogos e programas pelos usuários.

A empresa também continuará a ampliar as recomendações personalizadas, as escolhas dos editores e promete refinar os resultados das pesquisas. As páginas dos apps devem conter mais informações, o que pode facilitar a busca para o usuário e dar mais opções para os desenvolvedores “venderem seu peixe”.

Recurso muito solicitado entre os desenvolvedores, as ferramentas de página de produto finalmente chegaram para oferecer novas maneiras de se conectar com o público via loja de aplicativos. Essas páginas personalizadas permitem que os criadores de apps exibam diferentes recursos para usuários distintos, com a possibilidade de testar capturas de tela, vídeos e até mesmo ícones de aplicativos específicos para cada pessoa. Por exemplo: um app de rastreamento de percurso pode ter apelos diferentes para um atleta e para um corredor ocasional.

Desenvolvedores poderão usar mais de um layout para testar qual converte melhor (Imagem: Divulgação/Apple)
Desenvolvedores poderão usar mais de um layout para testar qual converte melhor (Imagem: Divulgação/Apple)

A Maçã também atualizou suas diretrizes para oferecer mais suporte na categoria de aplicativos emergentes. O código de conduta foi expandido para ajudar a manter a App Store mais justa para desenvolvedores e usuários, incluindo diretrizes atualizadas sobre os requisitos de identidade do desenvolvedor, classificações, manipulação de avaliações e reclamações excessivas de clientes.

Não foi dado detalhes do que muda, por isso será necessário aguardar mais um pouco para chegarem os impactos disso. A manipulação de avaliações tem sido um problema grave na App Store, inclusive com criminosos usando do artifício para inflar seus aplicativos e enganar usuários.

Mais facilidade para programar

O Swift é uma linguagem de programação usada pela Apple e agora oferece suporte integrado de simultaneidade. Isso significa que os desenvolvedores podem fazer códigos que funcionem tanto nas entradas dos usuários quanto em segundo plano, usando melhor o poderio de processamento do iPhone ou iPad.

A ideia é tornar o Swift mais simples e amigável para todos (Imagem: Divulgação/Apple)
A ideia é tornar o Swift mais simples e amigável para todos (Imagem: Divulgação/Apple)

A interface de usuário do Swift também está mais simples, de acordo com a empresa, o que deve permitir a criação de apps com menos códigos e com uma aparência mais moderna. A nova versão trará aprimoramentos para melhorar as visualizações em lista, experiências de pesquisa, recursos de acessibilidade no aplicativo, tabelas com várias colunas e outras.

Por fim, o Swift Playgrounds é uma opção para ensinar os novatos a produzir seus aplicativos para Mac ou iPad. Se você já quis programar, mas não sabe por onde começar, talvez essa seja uma boa oportunidade. Ele permite a criação de projetos abertos e editáveis que podem ser manipulados com muito mais facilidade do que apenas na base dos códigos. Se o app ficar redondinho, sem falhas, dá até para submetê-lo à avaliação da App Store via iPad.

Realidade aumentada e outros recursos

A gigante de Cupertino trouxe ainda mais suporte ao uso da realidade aumentada, que teve um destaque especial na apresentação de ontem. O ARKit e o RealityKit chegam aprimorados para trazer uma API mais poderosa para os desenvolvedores criarem modelos 3D fotorrealistas sobre objetos do mundo real. Com fotos tiradas em um iPhone ou iPad, por exemplo, dá para renderizar o objeto em um modelo otimizado para a realidade aumentada.

O resultado disso pode ser visualizado no AR Quick Look ou usado como base para criação de apps no Xcode. Segundo a Apple, desenvolvedores como Maxon e Unity já estão usando o Object Capture para desbloquear maneiras inteiramente novas de criar conteúdo. A promessa é de agilizar a criação de conteúdo e entregar experiências mais realistas, inclusive com áudio e animações, além de opções de personalização e shaders dinâmicos.

Todas as novas APIs e ferramentas devem ajudar os desenvolvedores na criação de experiências totalmente novas para seus usuários. Resta aguardar para ver se as promessas se concretizam a fim de que o novo iOS 15 traga novidades de deixar qualquer um de queixo caído.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos