Mercado abrirá em 3 h 49 min
  • BOVESPA

    106.927,79
    +1.397,79 (+1,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.744,92
    -185,48 (-0,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,31
    +0,49 (+0,58%)
     
  • OURO

    1.821,50
    +5,00 (+0,28%)
     
  • BTC-USD

    42.696,19
    -578,77 (-1,34%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.026,41
    +0,68 (+0,07%)
     
  • S&P500

    4.662,85
    +3,82 (+0,08%)
     
  • DOW JONES

    35.911,81
    -201,79 (-0,56%)
     
  • FTSE

    7.542,95
    0,00 (0,00%)
     
  • HANG SENG

    24.207,94
    -175,38 (-0,72%)
     
  • NIKKEI

    28.333,52
    +209,24 (+0,74%)
     
  • NASDAQ

    15.564,75
    -31,00 (-0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3156
    -0,0018 (-0,03%)
     

Com gol de Ricardo Bueno, Juventude vence o Red Bull Bragantino, deixa o Z4 do Brasileirão e rebaixa o Sport

·2 min de leitura


Na noite desta terça-feira, em duelo válido pela 35ª rodada do Brasileirão, Juventude e Red Bull Bragantino mediram forças no Alfredo Jaconi pensando somente na vitória. E os donos da casa se deram melhor: 1 a 0. O único gol foi marcado por Ricardo Bueno, ainda no primeiro tempo. O resultado rebaixou matematicamente o Sport para segunda divisão.

A equipe comandada por Jair Ventura chegou aos 43 ponto, pulou para a 14ª colocação e deixou a zona do rebaixamento. Já o time comandado por Mauricio Barbieri, por conta do tropeço, acabou estacionando na 5ª posição com seus 53 pontos.

>>> VEJA A TABELA DE CLASSIFICAÇÃO DO BRASILEIRÃO

Primeiro tempo
Apesar de jogar fora de casa, o Red Bull foi pra cima do Juventude logo nos primeiros minutos foi pra cima do Ju. Em uma primeira tentativa, Praxedes bem que tentou mas a zaga da equipe adversária acabou afastando perigo. Entretanto, os donos da casa responderam rapidamente com Guilherme Castilho, mas a bola acabou subindo demais.

Com o tempo passando, o Ju passou a dominar as ações em campo. Mesmo apostando em uma marcação alta, tentou recuperar a bola em seu campo de ataque, pressionando o rival. Por outro lado, os comandados de Maurício não deixaram barato e também tentavam se lançar ao ataque em tentativa isoladas, mas em nenhuma acabou surpreendendo o goleiro Douglas.

Já na reta final, a equipe de Jair ainda teve um pênalti marcado após o árbitro revisar o lance no VAR, na lance em que Jadsom Silva acabou empurrando Guilherme Castilho. Porém, na cobrança, Ricardo Bueno acabou batendo pra fora, para desespero do atacante. Mas logo se redimiu. Momentos depois, aos 44, ao receber na entrada da área, mandou para o fundo das redes abrindo o placar.

Segundo tempo

Já na etapa final, sem alterações para ambos os lados, o Juventude voltou com uma postura mais ofensiva. Até meados dos 15 minutos, criou boas chances com Guilherme Castilho e Ricardo Bueno, assustando o sistema defensivo da equipe de Bragança Paulista.

Vendo o tempo correr, os dois treinadores então apostaram nas primeiras trocas. E as mudanças acabaram ajudando um pouco mais o Red Bull. Entretanto, mesmo tendo mais posse de bola, e explorando mais os ataques, não soube aproveitar o momento perdendo chances de empatar o duelo.

Já na reta final, apostando as últimas fichas, viu o Juventude se segurar do jeito que pode. Aproveitando para gastar o tempo, até mesmo com os acréscimos, Jair Ventura promoveu as últimas substituições dando a deixa para o árbitro colocar um ponto final no duelo no Alfredo Jaconi.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos