Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.717,94
    -517,82 (-0,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.460,55
    +652,34 (+1,36%)
     
  • PETROLEO CRU

    93,97
    -0,37 (-0,39%)
     
  • OURO

    1.804,00
    -3,20 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    24.088,50
    +224,21 (+0,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    573,13
    -1,61 (-0,28%)
     
  • S&P500

    4.207,27
    -2,97 (-0,07%)
     
  • DOW JONES

    33.336,67
    +27,16 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.465,91
    -41,20 (-0,55%)
     
  • HANG SENG

    20.082,43
    +471,59 (+2,40%)
     
  • NIKKEI

    27.819,33
    -180,63 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    13.320,00
    +8,75 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3264
    +0,0800 (+1,52%)
     

Com fim de frete grátis, Shopee realiza demissões em massa

Alterações nos cupons de frete do Shopee não agradaram os consumidores (Getty Images)
Alterações nos cupons de frete do Shopee não agradaram os consumidores

(Getty Images)

  • Shopee demite ao menos 50 funcionários e outros 100 prestadores de serviços;

  • Movimento acontece após mudanças na política de frete grátis;

  • Empresa faz parte do conjunto de companhias que têm demitido em massa.

A Shopee, plataforma de comércio eletrônico, demitiu ao menos 50 funcionários nesta semana e outros 100 prestadores de serviços temporários, da empresa de RH GiGroup, que atuavam em um centro de distribuição de Barueri. A companhia tem cerca de 1,5 mil trabalhadores no Brasil.

As demissões foram informadas no site Layoffs Brasil, que aponta o desligamento de funcionários de empresas e startups, e divulgadas pelo Estadão. O movimento acontece depois que a empresa encerrou sua política de frete grátis irrestrito para os consumidores.

Em maio, a gigante de Cingapura aumentou o valor mínimo para dar descontos no frete. O carrinho precisava ter mais que R$ 29 em compras, sendo que antes bastavam R$ 20. Isso, no entanto, valia apenas para produtos com o selo "Frete Grátis Extra". Quando os itens em questão não têm a etiqueta, os cupons de desconto na entrega só são válidos em compras acima de R$ 59 (antes, era R$ 50). O cupom permite poupar até R$ 20 no valor do frete.

A mudança na estratégia fez com que diversos consumidores criticassem a Shopee nas redes sociais. Segundo o Estadão, o frete grátis para todas as compras ajudou a ampliar a base de clientes, mas se mostrava insustentável a longo prazo.

A empresa também sofre críticas por ser supostamente conivente com a venda de produtos importados sem cumprir todas as taxas e requisitos legais no país, mas nega a acusação.

Posicionamento

Ao Canaltech, a Shopee disse que as demissões “são ações rotineiras e periódicas que fazem parte do negócio” e destacou as medidas que tem adotado para expandir sua atuação no Brasil. Veja abaixo:

"Em pouco mais de dois anos no Brasil, a empresa já tem mais de 2 milhões de vendedores brasileiros registrados, reforçando seu compromisso com o desenvolvimento do empreendedorismo local, e mais de 1.500 colaboradores no país. Para suportar sua expansão, a Shopee inaugurou, em abril deste ano, seu segundo escritório, que ocupa quatro andares de um prédio no Largo da Batata.

A sede da companhia fica na Av. Faria Lima, também em São Paulo, reforçando seu investimento na economia local e crescimento da plataforma. Atualmente, a Shopee está com mais de 100 vagas abertas, o que fortalece diferentes áreas da economia. A empresa, sediada na cidade de São Paulo desde 2019, destaca que cumpre toda a legislação local, inclusive o pagamento de impostos. Sobre as movimentações de colaboradores são ações rotineiras e periódicas que fazem parte do negócio. A Shopee mantém sua estratégia e comprometimento com o Brasil".

A Shopee faz parte das empresas que adotaram as demissões em massa nos últimos meses. A Ebanx também desligou cerca de 20% do quadro de trabalhadores e outras diversas startups seguiram o mesmo movimento, como Facily, Kavak, Vtex, Favo, QuintoAndar, Loft, Olist, Mercado Bitcoin, Zak, Bitso, TGroup, Sami e Sanar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos