Mercado fechado

Com Fed no radar, Wall St recua após S&P 500 tocar novo recorde histórico

Por Chuck Mikolajczak

Por Chuck Mikolajczak

NOVA YORK (Reuters) - O índice S&P 500 recuou no pregão desta terça-feira, interrompendo uma série de quatro sessões de ganhos e se afastando de uma máxima histórica, à medida que investidores tiveram de analisar vários balanços corporativos e a atualização do noticiário sobre um possível acordo comercial entre Estados Unidos e China.

O índice Dow Jones caiu 0,07%, a 27.071 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 0,08324%, a 3.037 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 0,59%, a 8.277 pontos.

Esperanças de um acordo comercial entre Estados Unidos e China, além das expectativas quanto a outro corte na taxa de juros pelo Federal Reserve (Fed, banco central do país) --que conclui sua reunião de política monetária na quarta-- têm alavancado os ativos nas últimas sessões, levando o S&P 500 ao seu segundo recorde intradiário.

Mas os índices recuaram depois de uma autoridade do governo dos EUA dizer à Reuters que Washington e Pequim continuam trabalhando em um acordo comercial provisório, mas que pode não ser concluído a tempo de os líderes dos dois países o assinarem no Chile no próximo mês.

"É realmente impressionante que tenhamos segurado esses ganhos. Mesmo que tenhamos caído um pouco nesta sessão, é impressionante... que não tenhamos tido uma forte pressão vendedora", disse JJ Kinahan, estrategista-chefe de mercado na TD Ameritrade, em Chicago.