Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -18,70 (-1,02%)
     
  • BTC-USD

    41.893,00
    +1.895,37 (+4,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

Com chuteira azul, Jô desencanta em vitória do Corinthians sobre o Sport

·3 minuto de leitura
SÃO PAULO, SP, 24.06.2021 – CORINTHIANS-SPORT: Jô, do Corinthians, comemora seu gol - Partida entre Corinthians e Sport, válida pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A 2021, realizada na Neo Química Arena, em Itaquera, zona leste da capital paulista, na noite desta quinta-feira. (Foto: Marcello Zambrana/Agif/Folhapress)
SÃO PAULO, SP, 24.06.2021 – CORINTHIANS-SPORT: Jô, do Corinthians, comemora seu gol - Partida entre Corinthians e Sport, válida pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A 2021, realizada na Neo Química Arena, em Itaquera, zona leste da capital paulista, na noite desta quinta-feira. (Foto: Marcello Zambrana/Agif/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após ser advertido pelo Corinthians por usar uma chuteira verde no último jogo da equipe, Jô mudou para um modelo azul no duelo com o Sport nesta quinta-feira (24). E a nova cor deu sorte ao atacante. Foi dele o segundo gol do time alvinegro na vitória por 2 a 1, na Neo Química Arena, pelo Campeonato Brasileiro.

O camisa 77 não balançava a rede havia quase um mês, desde 26 de maio, quando marcou na goleada sobre o River Plate (PAR), por 4 a 0. Naquela ocasião, os corintianos apenas cumpriram tabela na Sul-Americana, diante de um rival bem frágil.

Titular apenas pela segunda vez desde a chegada de Sylvinho, Jô ainda não havia feito nenhum gol sob o comando do treinador.

Na última rodada, ele também iniciou o duelo com o Bahia, em Salvador. Além de sair criticado por quase não ter tocado na bola no empate sem gols, foi advertido pela diretoria pela cor de seus calçados e alvo de críticas dos torcedores nas redes sociais.

Jô chegou a argumentar que o modelo era "azul-turquesa", mas trocou o par nesta quinta. Ele também teve um comportamento mais participativo.

No primeiro gol do Corinthians, após cruzamento de Gustavo Mosquito, o atacante dividiu com o zagueiro Maidana, que acabou desviando a bola contra a própria meta, aos 48 minutos da etapa inicial.

Mosquito foi um dos que mais vibraram com o gol. Ele não atuou contra o Bahia, no domingo (20), porque a diretoria o liberou do compromisso após a morte do pai dele, vítima da Covid-19.

Antes do primeiro gol alvinegro, o camisa 19 balançou a rede aos dois minutos, mas o árbitro anulou o lance por milimétrico impedimento, após checagem do VAR (árbitro de vídeo).

Depois do intervalo, o Corinthians chegou ao segundo gol aos seis minutos, quando Mateus Vital cobrou um escanteio. A bola sobrou sobrou para Jô, que usou o pé direito para ampliar a vantagem.

Os donos da casa, então, diminuíram o ritmo, e o Sport descontou, aos 37, com Tréllez. Mas a reação dos visitantes parou por aí. Foi a segunda vitória da equipe corintiana no Nacional na sexta rodada do torneio. Soma, agora, oito pontos, com dois triunfos, dois empates e duas rodadas.

O Corinthians manteve um longo tabu contra o Sport. Desde 2007 os corintianos não perdem do time de Pernambuco jogando em São Paulo. Agora, são dez confrontos e dez vitórias dos paulistas

Na próxima rodada, a equipe alvinegra vai enfrentar o Fluminense, no domingo (27), no Rio de Janeiro.

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Fábio Santos; Cantillo (Xavier), Gabriel e Vitinho (Roni); Gustavo Mosquito (Ramiro), Jô (Felipe) e Mateus Vital. T.: Sylvinho

SPORT

Mailson; Hayner, Rafael Thyere, Iago Maidana (Tiago Neves) e Sabino e Victor Gabriel (Patric); Marcão, Thiago Lopes (Betinho), Gustavo (Neilto) e Paulinho Moccelin (Tréllez); André. T.: Umberto Louzer

Estádio: Neo Química Arena, em São Paulo (SP)

Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)

Assistentes: Bruno Boschilia e Ivan Carlos Bohn (PR)

Árbitro de Vídeo: Rodrigo D'Alonso Ferreira (PR)

Cartões amarelos: Victor Gabriel e Marcão (SPO)

Gols: Iago Maidana (contra, COR), aos 48'/1ºT; Jô (COR), aos 6', e Tréllez (SPO), aos 37'/2ºT

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos