Mercado fechado

Com garrucha e facão, ex-aluno invade escola em MG

O jovem de 17 anos pulou o muro da escola e foi até uma sala de aula. (Foto: Reprodução/Facebook)

Um ex-aluno da Escola Estadual Orlando Tavares, no distrito Ponto do Marambaia, em Caraí (MG), invadiu a unidade na manhã desta quinta-feira armado com uma garrucha e um facão e deixou dois estudantes feridos.

Ele foi apreendido pela Polícia Militar, que realiza buscas pelo pai do adolescente, que seria o dono da arma de fogo, segundo o autor dos disparos.

Leia também

De acordo com a PM, o jovem de 17 anos seria do 2º ano e estuda no turno da manhã. Armado com uma garrucha de dois canos e um facão, ele pulou um dos muros laterais para invadir a instituição de ensino e foi até uma sala de aula onde havia duas meninas com quem ele quis se relacionar, mas ambas negaram. A professora tentou impedi-lo de entrar, fechando a porta, junto com um estudante.

O atirador então disparou pelo lado de fora da sala e atingiu o aluno de 16 anos no pescoço. Outro aluno, de 15, foi ferido no braço após levar um golpe de facão. Os dois adolescentes foram socorridos para um hospital na cidade de Padre Paraíso, assim como a docente, que ficou em estado de choque.

O diretor do educandário, Márcio Anselmo Vieira Matos, contou ao jornal Estado de Minas que havia cerca de 300 alunos na escola no momento do ataque, por volta das 8h. Parte dos estudantes fazia atividades de educação física na área externa.

O autor foi apreendido em flagrante e está custodiado pela Polícia Militar. A participação de outro adolescente na ação está sendo apurada. Os materiais usados no episódio foram apreendidos também. A instituição atende alunos do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º do Ensino Médio.

A PM ainda se encontra no local e realiza buscas pelo pai do ex-aluno. O caso deve ser registrado como ato infracional análogo à tentativa de homicídio e porte de arma de fogo.

Em nota enviada ao portal G1, a direção do Hospital Nossa Senhora Mãe da Igreja informou que os dois adolescentes feridos estão em estado estável, sendo que um deles precisou de transfusão de sangue e aguarda transferência para hospital em Teófilo Otoni.

Já a Secretaria de Estado de Educação informou que equipe da Superintendência Regional de Ensino (SRE) de Teófilo Otoni está no local para apurar a situação e dar todo o apoio e auxílio à direção da unidade escolar, à comunidade escolar e às famílias dos dois alunos feridos na ocorrência.

"De acordo com a direção da unidade, os dois tiros foram disparados por um aluno da instituição que não estava presente hoje às aulas, pulou o muro da escola armado e efetuou os disparos. A direção da escola acionou a Polícia Militar imediatamente e os dois alunos feridos foram levados para o hospital. Representantes da SRE acompanham a situação dos alunos no hospital. A direção da escola esclarece que todas as informações necessárias estão sendo passadas para os órgãos competentes que farão a investigação e apuração do caso", informou o comunicado.

do Extra e com informações do Estado de Minas