Mercado fechará em 1 h 20 min
  • BOVESPA

    107.119,13
    +871,98 (+0,82%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.499,49
    +1.105,46 (+2,19%)
     
  • PETROLEO CRU

    112,12
    +2,53 (+2,31%)
     
  • OURO

    1.839,40
    +23,50 (+1,29%)
     
  • BTC-USD

    30.202,37
    +1.093,80 (+3,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    671,55
    +19,32 (+2,96%)
     
  • S&P500

    3.920,11
    -3,57 (-0,09%)
     
  • DOW JONES

    31.363,01
    -127,06 (-0,40%)
     
  • FTSE

    7.302,74
    -135,35 (-1,82%)
     
  • HANG SENG

    20.120,68
    -523,62 (-2,54%)
     
  • NIKKEI

    26.402,84
    -508,36 (-1,89%)
     
  • NASDAQ

    11.928,25
    -7,25 (-0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1801
    -0,0382 (-0,73%)
     

Com alta nos preços, comprar carro vira sonho distante para brasileiros

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Hoje não se adquire um zero quilômetro por menos de 40 salários mínimos
Hoje não se adquire um zero quilômetro por menos de 40 salários mínimos
  • Preço do chamado carro “ano modelo” 2022 subiu, em média, 18,39%;

  • Brasileiro precisa trabalhar 3x mais do que o norte-americano para conseguir comprar um automóvel;

  • Carros usados também acompanharam a alta nos preços.

De 2020 para 2021 o preço médio de carros tiveram um aumento de 17%, já descontada a inflação de 10,06% (IPCA), segundo levantamento da consultoria Bright Consulting. O aumento, que fez um carro que custava R$ 105,8 mil ir para para R$ 123,9 mil, tem deixado o sonho do carro cada vez mais distante dos brasileiros.

Dos dez carros zero-quilômetro mais vendidos no primeiro trimestre, cinco estão na faixa de preços que começa acima dos R$ 100 mil. Com a escalada de preços, alcançar esse sonho de consumo tem exigido malabarismos no orçamento dos brasileiros.

Em 2021, o preço do chamado carro “ano modelo” 2022 (que costuma ser lançado antes da virada do ano) subiu, em média, 18,39%, segundo a KBB, empresa especializada no acompanhamento de variações de preços no mercado, mostra o levantamento da Bright Consulting para o Valor.

E o aumento nos preços não é só no caso dos carros novos, os usados também acompanharam a alta. No ano passado, os modelos seminovos subiram entre 14% e 21%.

Diferença histórica

Se, quatro anos atrás, 28 salários mínimos eram suficientes para comprar um automóvel, hoje não se adquire um zero quilômetro por menos de 40 salários mínimos. Mesmo com alta de 27%, o salário mínimo não conseguiu acompanhar o salto três vezes maior no período (83%) do preço do carro mais barato do mercado.

Em uma comparação, o brasileiro precisa trabalhar três vezes mais do que o norte-americano para conseguir comprar um automóvel, se considerado o salário mínimo de cada país.

Nos Estados Unidos, o modelo mais barato é o Chevrolet Spark, que em sua versão mais básica custa US$ 13,6 mil, ou 12 salários mínimos de um trabalhador de lá com jornada de 40 horas semanais.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos