Mercado fechará em 1 h 55 min
  • BOVESPA

    112.821,22
    +1.895,62 (+1,71%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.359,46
    -98,09 (-0,19%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,48
    +0,26 (+0,32%)
     
  • OURO

    1.808,60
    -6,60 (-0,36%)
     
  • BTC-USD

    16.940,87
    -41,45 (-0,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    402,04
    +0,61 (+0,15%)
     
  • S&P500

    4.058,21
    -18,36 (-0,45%)
     
  • DOW JONES

    34.325,77
    -69,24 (-0,20%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.952,25
    -110,50 (-0,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4794
    +0,0140 (+0,26%)
     

Com alta de casos da covid na China, cidades enfrentam novo lockdown

Na China, a política de tolerância zero à covid-19 segue em vigor, apesar dos avanços na área médica. Após nova alta de casos do coronavírus SARS-CoV-2, cidades do país enfrentam novo lockdown, como Guangzhou, Wuhan, Xining e Pequim.

Na última quinta-feira (27), a China registrou, pelo terceiro dia consecutivo, mais de mil novos casos da covid. Segundo a plataforma Our World In Data, no domingo (30), mais de 2 mil infecções foram confirmadas. Neste cenário, considerado de alerta para os padrões locais, o país volta a fechar prédios públicos e bloqueia distritos.

Em momento anteriores, a política de tolerância zero já foi alvo de críticas. No entanto, a principal justificativa é o baixo número de mortes relacionadas com a covid em todo o mais. Oficialmente, o país mais populoso do mundo confirma menos de 6 mil mortes pelo vírus.

China adota novo lockdown após alta de casos da covid (Imagem: Vladimirzotov/Envato Elements)
China adota novo lockdown após alta de casos da covid (Imagem: Vladimirzotov/Envato Elements)

Lockdown volta a ser imposto na China contra a covid

"Quando há um caso em algum lugar e você se torna um contato próximo, você precisa ficar em quarentena", afirmam Wen Bihan para agência de notícias Reuters. Anteriormente, o morador de Pequim Bihan já foi isolado duas vezes por ser considerado um contato próximo de casos confirmados da infecção pelo coronavírus.

Nesta segunda-feira (31), o Disney Resort de Xangai suspendeu as suas operações, cumprindo medidas de prevenção contra a covid-19. Os turistas e visitantes serão testados para a infecção.

Fuga de trabalhadores de fábrica de montagem de iPhones

No domingo, viralizou nas redes sociais a postagem de Stephen McDonell, correspondente do canal BBC na China. Segundo o jornalista, as imagens mostram alguns trabalhadores fugindo de uma fábrica da Foxconn, em Zhengzhou.

Os funcionários eram responsáveis pela montagem de produtos da Apple, como iPhones. Acontece, que após caso confirmado da covid-19 na fábrica, funcionários deveriam ser testados e permanecer em isolamento. Para evitar a situação, teriam deixado o local.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: