Mercado fechado

Com ajuda da Blue Origin, essa empresa levará a biotecnologia para o espaço

Daniele Cavalcante

O espaço tem sido cada vez mais para um lugar de oportunidades para a exploração comercial e, com isso, temos visto novas oportunidades de pesquisas e inovação em muitas áreas. A Luna Design and Innovation, fundada no início deste ano, é uma das empresas que busca tirar proveito das tecnologias espaciais para melhorar a qualidade de vida aqui na Terra.

Não é de hoje que o trabalho de agências espaciais, como a NASA, levam a humanidade a vários avanços médicos. E alguns trabalhos de empresas como Merck e a Proctor & Gamble são exemplos de pesquisa e desenvolvimento de produtos farmacêuticos no espaço, com experimentos realizados na Estação Espacial Internacional (ISS). Mas ainda há muitas oportunidades subutilizadas neste setor.

Andrea Yip, fundadora e CEO da Luna, é uma cientista, estrategista de design e profissional de saúde pública com experiência na indústria farmacêutica. Passou parte da sua carreira projetando produtos e serviços centrados no ser humano na área da saúde. Sua startup, com sede em Toronto, visa destacar as oportunidades disponíveis no ambiente das pesquisas no espaço para o setor de biotecnologia.

Em uma entrevista ao TechCrunch, Yip conta que decidiu deixar o mundo farmacêutico na sua busca por encontrar uma maneira de trabalhar na interseção da indústria farmacêutica, espaço e design, porque acredita que “o futuro da saúde para a humanidade está no espaço”. Sua startup enxerga o espaço “como uma plataforma de pesquisa”, que pode ser “aproveitada para resolver problemas de saúde aqui na Terra”.

Andrea Yip, fundadora e CEO da Luna Design and Innovation

Assim, a missão da Luna é basicamente abrir o caminho para que o setor de biotecnologia e farmacêutico possa usar o espaço como um local para pesquisa, desenvolvimento e novas descobertas. Apesar do potencial das pesquisas na área da biotecnologia no espaço, essa “plataforma” ainda é “altamente subutilizada”, de acordo com Yip. Ela afirma que ainda estamos “no início dessa inovação”, e a Luna pretende mudar esse quadro ajudando as empresas de biotecnologia a descobrir a melhor maneira de investir na pesquisa espacial.

Para cumprir essa missão, a Luna garantiu o papel de parceira da Blue Origin, empresa espacial de Jeff Bezos. Esse acordo significa que a Luna atua como um parceiro de vendas de vagas no foguete da Blue Origin, o New Shepard, mostrando a clientes em potencial como e por que eles podem investir em um experimento no espaço suborbital. Essa é a visão de curto prazo.

Para o futuro, as possibilidades para o setor de biotecnologia começam a se expandir ainda mais com os próximos passos da NASA rumo à Lua e o trabalho de empresas privadas, como a SpaceX, para levar o Homem a outro planeta. Para Yip, essas são grandes oportunidades. “Quem sabe o que descobriremos quando estivermos em outros planetas, e colocaremos as pessoas lá? Temos que começar a nos preparar e criar capacidade para isso”.


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: