Comércio tem pior janeiro da série histórica, diz Caged

O comércio registrou em janeiro o pior resultado para o mês da série histórica atual do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), iniciada em 1992, ao fechar 67.458 postos de trabalho. O setor de serviços, por sua vez, ainda conseguiu sustentar uma geração de 14.746 vagas.

Apesar disso, o diretor do Departamento de Emprego e Salário do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), Rodolfo Torelly, avaliou que o impacto do resultado de serviços sobre o Caged de janeiro foi mais relevante do que a perda verificada pelo comércio. O motivo é que o setor de serviços acusou uma forte desaceleração na abertura de vagas. Em janeiro de 2012, foram criadas em serviços 61.463 vagas, sem ajuste, ou 85.613, com ajuste.

Torelly enfatizou que o resultado da indústria, com saldo de 43.370 postos de trabalho, demonstrou reação depois de um fim de ano fraco. "A construção e a indústria já começaram a se recuperar. A indústria é a joia da rainha e o efeito pode se prosperar para outros setores", estimou.

De acordo com o diretor, o resultado da indústria no primeiro mês do ano foi melhor do que o de janeiro do ano passado (42.780 com ajuste e 37.462 sem ajuste) e o quarto melhor janeiro da história para meses de janeiro.

Torelly comentou ainda que, apesar do fraco resultado do mês, o volume de contratações e desligamentos também foi o maior da história para janeiro. "Nosso problema é a rotatividade." O resultado de janeiro, de acordo com o Caged, é fruto de admissões de 1.794.272 empregados com carteira assinada e desligamentos de 1.765.372 pessoas. Os dados do Caged foram divulgados na tarde desta sexta-feira.

Carregando...