Mercado abrirá em 2 h 9 min
  • BOVESPA

    117.380,49
    -948,51 (-0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.126,51
    +442,96 (+0,99%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,09
    +0,32 (+0,61%)
     
  • OURO

    1.851,20
    -4,00 (-0,22%)
     
  • BTC-USD

    31.603,60
    -764,69 (-2,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    637,99
    -9,34 (-1,44%)
     
  • S&P500

    3.855,36
    +13,89 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    30.960,00
    -36,98 (-0,12%)
     
  • FTSE

    6.690,95
    +52,10 (+0,78%)
     
  • HANG SENG

    29.391,26
    -767,75 (-2,55%)
     
  • NIKKEI

    28.546,18
    -276,11 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    13.439,25
    -36,25 (-0,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6920
    +0,0558 (+0,84%)
     

Comércio eletrônico vende 15,5% mais no Natal, mas não impede queda do varejo

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - As vendas no comércio eletrônico no Brasil cresceram 15,5% no Natal ante mesmo período de 2019, segundo índice do setor medido pela Cielo.

Porém, considerados os resultados conjuntos das vendas digitais e das lojas físicas, o varejo teve queda de 1,8% ano a ano, considerando o período de 19 a 25 de dezembro.

Os setores com maior expansão das vendas foram os de supermercados (+18,8%); móveis, eletrodomésticos e lojas de departamento (+18,5%); materiais para construção (+18,4%).

Na outra ponta, as maiores quedas ocorreram nos segmentos de turismo e transporte (-43,7%); bares e restaurantes (-30,5%) e Vestuário (-14,6%).

(Por Aluísio Alves)